26/05/2021 às 13h51min - Atualizada em 27/05/2021 às 19h20min

Sedentarismo: O maior inimigo da coluna vertebral

Atividade física pode evitar dor lombar, melhora o sono e reduz a dor..

SALA DA NOTÍCIA Heidy Silva
www.drthiagosalati.com.br
Divulgação
Você sabia que a atividade física pode reduzir os risco de sentir dor lombar, melhorar seu sono e reduzir sua dor?
 
A prática de exercícios físicos regulares e supervisionados, com ênfase na correta execução dos movimentos, é importante para uma melhor qualidade de vida do indivíduo, o que irá diminuir as crises de lombalgias.
 
O Neurocirurgião especialista em cirurgia da coluna vertebral, Drº Thiago Salati, ressalta que a atividade física orientada é um aliado na prevenção (e tratamento) das dores localizadas na coluna vertebral (especialmente lombar). 
 
“Diversos estudos buscaram observar a relação do sedentarismo e a incidência de dores na coluna ( em diversas faixas etárias incluindo crianças e adolescentes). O sedentarismo e sua principal consequência (sobrepeso/obesidade) é um dos fatores encontrados. Além do número absoluto mas a qualidade muscular atua de forma determinante nesse processo”, explica o especialista.
 
O médico reforça que é possível evitar ou adiar o processo natural de degeneração, e lista dez práticas que podem ser facilmente aplicadas na rotina:
 
1. Praticar alongamento todos os dias, ao menos por 10 minutos;
2. Caminhar 30 minutos por dia, tendo atenção para a pisada e uso de tênis confortáveis;
3. Realizar atividades de musculação pelo menos duas vezes por semana, garantindo a manutenção da massa muscular que sustenta a estrutura vertebral;
4. Evitar uso excessivo de celulares e tablets, que acabam forçando a inclinação de cabeça e pescoço, e trazem consequências para a área cervical;
5. Manter um peso ideal para estrutura corpórea, uma vez que o sobrepeso sobrecarrega estrutura da coluna – e os processos degenerativos;
6. Não carregar peso em excesso, especialmente para indivíduos cujo trabalho exija, por exemplo, carregamento de caixas e afins. O peso máximo de cargas não deve exceder 10% do peso total do indivíduo;
7. Ter atenção com a postura em todos os momentos, ou seja, ao abaixar, levantar, na mesa de trabalho e ao assistir televisão;
8. Dormir adequadamente, o que equivale ao período de descanso necessário para a recuperação do organismo, assim como estar atendo à posição para deitar. O ideal é permanecer de barriga para cima, com um travesseiro ou pequena almofada atrás dos joelhos. O travesseiro na cabeça deve manter o pescoço alinhado, e a densidade do colchão não pode deixá-lo nem muito rígido e nem muito flexível;
9. Alimentar-se corretamente, equilibrando água, quantidade de carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas, fibras e sais minerais;
10. Realizar visitas regulares ao médico, especialmente em caso de dor persistente e sem motivo aparente.
 
Redes sociais:
@clinicasalati
@tsalati

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »