MENU

29/08/2019 às 07h16min - Atualizada em 29/08/2019 às 07h16min

Criminosos aplicam golpe do WhatsApp clonado em caçadorenses

Pelo menos duas pessoas foram vítimas e cada uma delas perdeu R$ 1.500,00

Reporte Marcos Antonio - Marcos Imprensa
O golpe que consiste em clonar contas de WhatsApp chegou a Caçador e fez pelo menos duas vítimas nesta quarta-feira (28). De posse da conta de um caçadorense, os criminosos obtiveram R$ 3 mil que foram depositados em contas bancárias de “laranjas”. O golpe consiste em pedir dinheiro a contatos se passando pelo verdadeiro dono.
Um amigo que descobriu o esquema antes de depositar os valores explica como aconteceu o crime. Segundo ele, o dono verdadeiro da conta clonada estava trabalhando no interior e quando retornou ao perímetro urbano reparou que o WhatsApp estava fora do ar.
“Ele conseguiu fazer uma ligação para o chefe, o qual contou que um bandido estava pedindo R$ 5 mil e que mais outros dois amigos dele já teriam depositado os valores por serem muito amigos”, explica o amigo, que preferiu não se identificar.
Depois de descobrir a façanha, o caçadorense fez uma publicação no Facebook alertando sobre o golpe. “Chegou uma mensagem no meu celular, mas eu não depositei porque já tinha visto o aviso dele no Facebook”, acrescenta o amigo.

O golpe é aplicado há anos no Brasil, mas tem se popularizado nos últimos tempos. Até então, não havia registro de vítimas em Caçador.
Como funciona?
Após o bandido obter dados pessoais de um usuário, ele liga na companhia telefônica se passando pelo cliente e habilita um novo chip de celular com o mesmo número, apesar de não ter roubado o aparelho.

O criminoso se passa por parente ou amigo da vítima, para facilitar a transferência de dinheiro para contas de laranjas.
Depois de ter conseguido o número da conta corrente ou do cartão de crédito, utilizando outro método fraudulento, o golpista consegue evitar que o correntista receba alertas de compras ou códigos de segurança enviados pelo banco.

Um indício deste golpe é quando o celular para de funcionar repentinamente.
Como evitar?
Proteja seus dados pessoais, sem revelar senhas e número de documentos para desconhecidos.
Quando perceber qualquer movimentação estranha em sua conta corrente, poupança ou celular para de funcionar repentinamente, avise seu gerente ou contrate a operadora do seu celular.

Desconfie de ligações ou mensagens inesperadas.
Comunique as empresas responsáveis assim que desconfiar de qualquer ação em seu nome.
Registre boletim de ocorrência na delegacia mais próxima.
Informções Caçador Net 
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp