29/04/2021 às 09h38min - Atualizada em 29/04/2021 às 15h26min

Médicos entram com petição para spray nasal ser utilizado junto ás outras medidas de proteção contra covid-19

Consórcio de profissionais da saúde dos EUA querem promover uso de spray nasal

SALA DA NOTÍCIA Carlos Silva
https://www.xlear.com/
XLear

Um conjunto crescente de evidências sugere que o uso do spray nasal pode ser efetivo na luta contra a COVID-19. Isso é a promessa dos resultados de estudos acadêmicos recentes que o consórcio de profissionais da saúde dos Estados Unidos, numa aposta para combater a pandemia em andamento, recentemente requereu uma petição para a Organização Mundial da Saúde para promulgarem um guia promovendo o spray nasal contendo xylitol e extrato de semente de toranja (GSE).

Nós sabemos desde março de 2020 que aproximadamente 90% que a carga viral está localizada na via aérea superior, então faz sentido que deveríamos focar no nariz para combater a pandemia. Usar máscara e distanciamento social são atualmente as únicas medidas sobre as quais estão sendo discutidas para ajudar na redução das cargas virais nas vias aéreas. Spray Nasais antivirais e com propriedades virucidas são uma tentativa para reduzir carga viral na via aérea superior, que são complementares às máscaras e ao distanciamento social.

“Nós temos dados mostrando que certo spray nasal, simplesmente, não nos livra do vírus. Certos sprays na verdade bloqueiam, desativam e/ou matam o vírus,” afirmou Dr Gustavo Ferrer, um especialista em doenças respiratórias que têm pesquisado o uso de sprays nasais para combater COVID-19 e está entre os requerentes da petição.

Um estudo colaborativo da Northwestern University e da Utah State University descobriram que GSE e xylitol — os componentes do spray nasal Xlear — significativamente eliminaram SARS-CoV-2, o vírus que causa a COVID-19. De acordo com o estudo: “Depois de 15 minutos  de contato, o spray nasal reduziu o vírus de 4.2 para 1.7 log10 CCID50 por 0.1 mL, uma redução estatística significativa (P<0.001) de  2.5 log10 CCID50.”

Enquanto isso, uma revisão publicada no aclamado Journal of Allergy and Infectious Disease encontrou que sprays nasais deveriam ser ferramentas efetivas  na  defesa multicamadas contra o  vírus. Os autores não somente concluíram que tais  sprays diminuem a atividade viral na cavidade nasal — a principal rota de infecção — mas também destacaram resultados surpreendentes de outro teste clínico menor.

A revisão diz: “Resultados impressionantes incluindo a redução do curso clínico e melhoras notáveis dos sintomas tão cedo quanto no dia quatro. Além disso, no sétimo dia, pacientes testaram negativo em RT-PCR repetidos de swab nasofaríngeo ao invés da média do período de  14 dias para COVID-19 estar negativado. Ao utilizar xylitol mais GSE na forma de um spray intranasal… o tempo para estar negativado foi reduzido em mais de 50 por cento" 

O spray nasal administrado no estudo clínico foi o Xlear, disponível mundialmente e utilizado por milhões de pessoas por mais de duas décadas sem efeitos adversos. Com poucas opções de tratamentos disponíveis e acessíveis para todos, o uso do spray nasal possibilita uma opção inovadora e econômica. 

“O potencial em salvar vidas e economias do mundo ao usar a terapia combinada de X-GSE deveria inspirar testes clínicos grandes, especialmente naquelas nações onde o sistema de saúde seria perigosamente comprometido com a adoção de terapias menos efetivas e mais demandantes financeiramente,” aponta o estudo da Northwestern/Utah State. “Por não haver fatores de risco, o spray nasal está disponível sem prescrição, e permite o uso confortável de máscara no longo prazo, a adoção dessa terapia antiviral preventiva deveria ser encorajada.”

Nathan Jones, CEO da Xlear, adiciona: “nossos sprays nasais são comprovadamente seguros, baratos, não invasivos, fáceis de usar e podem ser encontrados nas prateleiras de lojas locais ao redor do mundo. Existe um conjunto crescente de dados mostrando que sprays, em particular Xlear, podem ajudar a parar a transmissão de vírus ”.

 

O estudo completo pode ser visto em:

 https://www.biorxiv.org/content/10.1101/2020.12.02.408575v3.full


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »