11/05/2022 às 08h55min - Atualizada em 11/05/2022 às 08h55min

Alta do diesel traz ‘efeito cascata’ na mesa em SC: ‘muda na bomba e a dona de casa já sente’

Federações alertaram sobre a necessidade de repassar o aumento na cobrança dos fretes, que deve resultar no encarecimento dos produtos

Marcos Antonio - Marcos Imprensa
NDMAIS
Diesel S10 é o principal combustível dos caminhões – Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil/ND
A Petrobras anunciou, na última segunda-feira (9), um novo reajuste no preço do diesel e os postos de combustível de Santa Catarina já repassaram o aumento para os consumidores que agora encontram o litro do diesel S10 próximo dos R$ 7. No entanto, não é apenas na hora do abastecimento que o catarinense sente o impacto.

É importante destacar que o diesel S10 é o combustível utilizado por caminhões e maioria das caminhonetes, ou seja, veículos responsáveis pelo transporte rodoviário.

Em nota, a Fetrancesc (Federação das Empresas de Transporte de Carga e Logística no Estado de Santa Catarina) destacou que o combustível pode representar até 60% do valor dos fretes nas cargas de lotação.

“Estes constantes aumentos no preço dos combustíveis refletem na mesa do catarinense, do brasileiro. Isso porque, considerando que tudo o que se produz e consome inevitavelmente passa pelo caminhão, o custo da atividade do transporte impacta significativamente no preço pago pelo consumidor final”, explica a federação que representa cerca de 20 mil empresas do estado.

Ainda na segunda-feira (9), a NTC&Logistica (Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística) publicou um estudo que mostra a necessidade de reajuste no preço dos fretes.

“É imprescindível, para manter a contento a saúde financeira das empresas transportadoras, que sejam repassados de forma imediata o acumulado dos aumentos de combustível, até porque este é um custo relevante e que não há formas de reduzi-lo pelo lado do consumo “, orienta a associação.  Além disso, a NTC&Logística reiterou a importância do transportador em negociar a inclusão nos contratos antigos e colocar nos novos contratos um “gatilho” para os aumentos do diesel.


Os caminhoneiros não sobrevivem mais se não repassarem os aumentos dos combustíveis para os fretes, como liderança essa é a nossa orientação para a categoria (…) Vou citar o exemplo dos hortifrutis, mudou o preço na bomba a dona de casa já sente o aumento no dia seguinte na feira livre”, destaca Chorão, como é conhecido Wallace Landim.

Aumento pode refletir na inflação O economista-Chefe da MBA Associados, Sergio Vale, destaca que o aumento do diesel pode se espalhar e pegar toda a cadeira de distribuição.

Além disso, ressalta que as pressões inflacionárias que estão acumulando nos preços dos alimentos e de transportes podem provocar uma revisão da sua projeção da inflação deste ano, de 7,8% para até 9%.  Florianópolis é um exemplo de como o combustível tem importante papel na inflação. De acordo com o Índice de Custo de Vida, calculado pela Udesc (Universidade do Estado de Santa Catarina), o aumento de 0,97% em abril ocorreu por conta do transporte (especialmente pela alta dos combustíveis e passagens aéreas), além dos alimentos consumidos em casa.  Os preços ligados aos transportes tiveram novamente a maior variação no mês entre os grupos pesquisados (2,82%) e foram responsáveis por quase dois terços do índice geral de inflação.


Vale ressaltar que a inflação acumulada nos últimos 12 meses está em 11,71% na Capital. O índice já subiu 3,92% apenas nos quatro primeiros meses de 2022.  Entenda o motivo do encarecimento do diesel O diesel passou por um reajuste de 8,87% nas refinarias da Petrobras. Com isso, o combustível para as distribuidoras passou de R$ 4,51 para R$ 4,91 por litro.  De acordo com a Petrobras, o balanço geral do diesel sofre impacto por uma redução de oferta frente à demanda nas principais regiões supridoras. Em comunicado, a companhia alertou que está operando próximo do seu nível máximo (fator de utilização de 93% no início de maio).


Considerando as condições adequadas de segurança e de rentabilidade, e que o refino nacional não tem capacidade para atender toda a demanda do país. Dessa forma, cerca de 30% do consumo brasileiro de diesel é atendido por outros refinadores ou importadores”, complementa em nota. 

É importante ressaltar que o diesel comercializado tem uma mistura obrigatória de 90% de diesel A e 10% de biodiesel. Dessa forma, a parcela da Petrobras no preço final ao consumidor passará de R$ 4,06, em média, para R$ 4,42 para cada litro vendida na bomba, resultando uma variação de R$ 0,36. 

Além do valor cobrado pela companhia, o preço do diesel é formado também pela cobrança do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), custo do biodiesel, distribuição e revenda.Considerando as condições adequadas de segurança e de rentabilidade, e que o refino nacional não tem capacidade para atender toda a demanda do país. Dessa forma, cerca de 30% do consumo brasileiro de diesel é atendido por outros refinadores ou importadores”, complementa em nota. 

É importante ressaltar que o diesel comercializado tem uma mistura obrigatória de 90% de diesel A e 10% de biodiesel. Dessa forma, a parcela da Petrobras no preço final ao consumidor passará de R$ 4,06, em média, para R$ 4,42 para cada litro vendida na bomba, resultando uma variação de R$ 0,36.  Além do valor cobrado pela companhia, o preço do diesel é formado também pela cobrança do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), custo do biodiesel, distribuição e revenda.


Apesar disso, a companhia alega que o litro da gasolina e do gás de cozinha estão mantidos. O último aumento no preço do diesel cobrado nas refinarias havia sido em 11 de março quando passou por reajuste de 24,9%. 

De acordo com a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biobombustível), o óleo diesel S10 registrou um aumento de 49% em apenas um ano.  Em maio de 2021, Santa Catarina registrava um preço médio de R$ 4,404. Enquanto isso, o preço registrado em maio já é de R$ 6,566 no litro do combustível. O levantamento não levou em consideração o preço após o aumento anunciado pela Petrobras.  *Com informações do Estadão Conteúdo

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp