30/03/2021 às 09h58min - Atualizada em 29/04/2021 às 15h30min

Ideagri lança produtos, cria área B2B e amplia TI para crescer

Expansão da empresa é impulsionada por investimentos do fundo 10b Livestock

SALA DA NOTÍCIA Marcelo Dias
Arquivo/Divulgação

Em menos de duas semanas, e em meio à pandemia, a Ideagri, agtech mineira especializada em sistemas de gestão para pecuaristas, técnicos e laticínios, lançou um sistema para pequenos produtores de leite (chamado Techmilk) e realizou uma grande atualização de seu principal software de gestão, o Ideagri, usado em mais de 5.000 fazendas do Brasil. Nos dois casos, as novidades incluem um aplicativo pelo qual o produtor pode inserir e consultar dados dos sistemas em qualquer lugar, dentro ou fora da fazenda. Ao mesmo tempo, a empresa implantou nova área de atuação B2B, para explorar oportunidades dentro da cadeia produtiva do leite. 

 

“Apesar das dificuldades que o país enfrenta, a pecuária brasileira não para de evoluir e está cada vez mais profissional e eficiente”, explica Marcelo Ferreira, CEO da Ideagri, que assumiu em dezembro de 2020. Ele está à frente do programa de expansão iniciado no ano passado, quando a Ideagri recebeu aporte do fundo 10b Livestock, gerido pela 10b Gestora de Recursos, integrante da SK Tarpon. A primeira fase de investimentos soma R$ 7 milhões. Além de nova orientação estratégica, a empresa reforçou sua estrutura de recursos humanos, especialmente a área de TI, que duplicou nos últimos seis meses e que vai dobrar novamente em 2021. 

 

“Gestão com base tecnológica e conhecimento humano será o grande drive de desenvolvimento da pecuária brasileira de leite e de corte que, assim, aumentará sua competitividade e presença mundial”, afirma Ferreira. Como exemplo, ele cita dados do Índice Ideagri do Leite Brasileiro (IILB), calculado com base nos dados das fazendas administradas pelo software Ideagri. “Se tomarmos como base os índices de produtividade por animal das fazendas mais bem administradas, poderíamos produzir quatro vezes mais leite do que produzimos hoje”, calcula ele. 

 

Ferreira também comemora o fato de que fazendas usuárias do Ideagri formam a maioria absoluta dos 100 maiores produtores de leite do Brasil, segundo o recém-divulgado levantamento TOP 100 2021, da Milkpoint. “Quando vemos os dados desses grandes produtores, entendemos todo o potencial desse setor”, diz ele. “Os 100 maiores produtores do Brasil aumentaram sua produtividade em 10,3% em 2020 e mais de 250% nos últimos 20 anos”, compara o CEO da Ideagri. 

 

Novo executivo para negócios B2B 

 

A Ideagri enxerga que essa evolução se dará em toda a cadeia produtiva, não apenas nas fazendas. Por isso, acaba de criar uma área de negócios B2B para identificar oportunidades junto a laticínios e cooperativas. “Há toda uma gama de soluções tecnológicas já prontas e outras em desenvolvimento que poderão ser colocadas à disposição desse mercado, para controle de fluxo produtivo, qualidade e tipologia de leite, controle sanitário e outros”, diz Ferreira. 

 

Para liderar essa área, a Ideagri contratou o médico veterinário Henrique Rocha, formado pela PUC Minas, com MBA em Gestão de Agronegócios pela USP, MBA em Gestão de Marketing pela FGV e pós-graduado em Bovinocultura Leiteira pela PUC Minas. "A Ideagri é referência de qualidade em softwares para o agronegócio no Brasil, e estou certo de que, atuando de forma mais direta em potenciais parceiros e clientes, nossa expansão será ainda mais notável", comenta Rocha, que acumula experiência de mais de 15 anos de mercado, atuando em empresas como Agener União Química, Semex, Genex, Rações Futura, dentro e fora do Brasil. 

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Informações indisponíveis

0