25/05/2022 às 14h46min - Atualizada em 26/05/2022 às 00h01min

Qual a sua motivação para aprender um novo idioma?

Portfólio do Senac EAD soma 25 opções de línguas com carga horária de até 150 horas

SALA DA NOTÍCIA Aline de Oliveira Silva
Senac EAD
Pixabay
Cerca de 5% da população brasileira afirma ter conhecimento da língua inglesa. Contudo, entre o público jovem, na faixa de 18 a 24 anos, o índice dobra, alcançando 10,3%. A informação divulgada por uma pesquisa do Instituto de Pesquisa Data Popular revela ainda, que os principais motivos para o baixo índice de conhecimento são a falta de ensino básico de qualidade e a dificuldade de acesso aos cursos privados.

Ainda segundo o levantamento, a justificativa dos entrevistados para não cursarem um idioma estrangeiro foram: falta de tempo (72%), cursos com preços altos (65%) e falta de dinheiro (34%). No entanto, nos últimos dois anos, após o início da pandemia da Covid-19, foi registrado um crescimento expressivo de alunos que optaram por estudar pelo ambiente EAD, 59%.

No Senac EAD, os cursos livres de idiomas figuram entre os mais procurados. Com 25 opções de línguas, a maioria dos títulos oferece carga horária de 150 horas, com cumprimento de cinco níveis de aprendizado, totalizando 20 unidades (cada módulo conta com quatro lições e exercícios de memorização).

Heverton Souza é monitor dos cursos de idiomas do Senac EAD e explica que a carga horária pode variar, já que alguns somam 100 horas, 3 níveis e 12 unidades. Nesse formato, as opções são as seguintes: árabe, coreano, filipino, grego, hebraico, hindi, holandês, irlandês, japonês, persa, polonês, português, sueco, turco e vietnamita.

“Os cursos com cinco níveis podem ser concluídos em até 10 meses, se o aluno dedicar pelo menos 30 minutos ao estudo diário. Por outro lado, seguindo o mesmo método, os cursos com três níveis são finalizados em até 5 meses”, revela o especialista.

Como motivar os alunos em aulas EAD?

Algumas pessoas ainda têm dificuldade de realizar cursos no ambiente virtual, porém, o docente do Senac EAD reforça que a metodologia adotada pela instituição foi desenvolvida para estimular a interação entre os alunos. “Nos cursos, são disponibilizadas aulas ao vivo, com professores nativos da língua. Esse formato também conhecido como tutoria ou coaching reúne até cinco alunos na mesma sessão, a fim de que possam praticar em tempo real o que aprenderam nas lições”, esclarece.

Heverton reforça que entre os maiores benefícios de estudar no formato EAD está a flexibilidade de definir o melhor horário para estudar. “Além de se programar em qualquer hora, dia da semana e lugar do mundo, o aluno ainda tem a opção de baixar o arquivo de uma unidade para estudar off-line. Ao terminar o conteúdo e acessar a internet, a plataforma reconhece e valida as atividades preenchidas”.

A instituição parceira do Senac EAD é a Rosetta Stone e a metodologia aplicada se chama “Imersão Dinâmica”, que faz uso de imagens, textos, som e vídeo para ensinar palavras e gramática, por meio de repetição e sem tradução. Desse modo, o processo se assemelha a uma viagem de intercâmbio, na qual o aluno tem contato direto com o idioma, desde a primeira aula.

Outra forma de estimular o aprendizado é a oportunidade oferecida para quem está focado em cursar mais de um idioma. A licença de cada curso tem 12 meses, e o aluno pode tentar concluir duas opções, no período estabelecido. Desse modo, é possível conquistar dois certificados, o que dependerá da dedicação e esforço do estudante.

Sem tempo de ficar parado

Essa frase pode resumir a determinação e a disposição para aprender do aluno, Geoffrey Viegas, 82 anos. O administrador de empresas mora em Lajeado (RS) e decidiu fazer o curso de Hebraico do Senac EAD. Ele conta que aprendeu a língua há mais de 50 anos e por isso, resolveu atualizar os conhecimentos.

“Eu não tinha nenhuma habilidade com cursos à distância, mas resolvi superar os receios e me matriculei para relembrar o idioma hebraico. Posso dizer que estou totalmente integrado e satisfeito com a metodologia oferecida”, opina.

Geoffrey é fluente em sete idiomas e avalia que a barreira para aprender uma nova língua é um problema cultural que precisa ser revertido. “Percebo que algumas pessoas com mais idade colocam barreiras como a falta de familiaridade com informática ou a dificuldade de aprendizado. Mas, eu posso garantir que com força de vontade podemos conquistar nossos objetivos. O que não podemos é deixar nosso cérebro parado”, reforça.

Por último, o aluno do Senac EAD comenta que gosta da flexibilidade de realizar as aulas no tempo e horário que deseja. Esse foi um dos fatores que o cativaram no ambiente on-line e trouxeram outros membros da família. “Meu neto tem 21 anos e precisava aperfeiçoar o inglês, pois conseguiu emprego em uma empresa norte-americana. Ele gostou dos meus argumentos, se matriculou e está muito satisfeito com o curso”, finaliza.

Desafios no aprendizado de idiomas

O atendimento constante aos alunos do curso de idiomas do Senac EAD levou Heverton a pontuar quais os desafios individuais de quem não tem facilidade para aprender línguas estrangeiras. “Tive relatos de pessoas que se sentiram inseguras pelo fato de os professores ensinarem em outro idioma, mas, após uma ou duas aulas acabaram gostando e se integraram com a turma”.

Em contrapartida, outros alunos consideram os encontros ao vivo, um diferencial para o aprendizado. Dessa maneira, os matriculados podem participar de quantas sessões desejarem, no período em que o curso estiver ativo. “É uma ótima forma de treinar a pronúncia e a conversação, e observo que essa é a principal barreira da pessoa, o medo de errar. Isso não deve ser levado em conta, e sim, a persistência, foco e vontade de melhorar cada vez mais”, conclui o docente.

Por último, Heverton elenca cinco dicas que podem ajudar no aprendizado de idiomas. Confira quais são:

1 – Coloque o estudo de um idioma como prioridade na sua vida. Percebo que muitos alunos colocam esse aprendizado em segundo plano, quando deveria ser um dos primeiros. Além disso, para obter a fluência é preciso investir na prática constante.

2 - Aquele momento de ouvir uma música no idioma que você está aprendendo pode ser uma grande aula: é hora de escrever a letra da música, ouvir a canção, realizar a leitura e, literalmente, cantar para praticar a pronúncia.

3 - Ao assistir aquela série ou filme favorito em outra língua, experimente sair da zona de conforto: coloque as legendas no idioma original. Isso já soma na prática de leitura e escuta do idioma.

4 - E que tal post-it? Outra dica para incrementar o vocabulário é anotar nomes dos objetos que você tem pela casa, no idioma escolhido para estudar. A ideia é ter papel colado em todas as partes da casa: espelho, cama, geladeira, sofá, parede. Essa ação vai mantê-lo em contato diário com a língua e ajudará a fixar as palavras.

5 – Por último, mas não menos importante: comece um curso de idiomas com certificação.

Sobre o Senac EAD 

Com 75 anos de atuação em educação profissional, o Senac foi pioneiro no ensino a distância no Brasil. A primeira experiência nesta modalidade se deu em 1947 com a Universidade do Ar, em parceria com o Sesc, que ministrava cursos por meio do rádio. 

A partir de 2013, com o lançamento do portal Senac EAD, a instituição ampliou a sua atuação em todo o país. Hoje, oferece um amplo portfólio de cursos livres, técnicos, de graduação, pós-graduação e extensão a distância, atendendo todo o Brasil e apoiados por mais de 350 polos presenciais para avaliações. 
Acesse aqui a programação completa de cursos do Senac EAD. Há também um portfólio diversificado de cursos presenciais que podem ser conferidos no portal da instituição.   
Informações para imprensa – Senac EAD 
In Press Porter Novelli  
Aline Oliveira 
Tel.: 11 3323-1659 
(67) 99131-7694 
[email protected] 
Maio /2022 
 
 














 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp