27/04/2021 às 16h41min - Atualizada em 29/04/2021 às 15h30min

Quais os benefícios de uma alimentação sem glúten?

SALA DA NOTÍCIA LUCAS WIDMAR PELISARI
 

Alimentos sem glúten são conhecidos por serem mais saudáveis do que os demais. Por causa disso, várias pessoas adotam as dietas ditas gluten free, ou seja, isenta desse componente.

O glúten é uma substância que acompanha a humanidade desde os tempos antigos. Os Gregos Antigos e os Egípcios já faziam consumo de alimentos ricos desse composto, principalmente por causa dos pães.

Via de regra, ele não oferece risco para a saúde da maioria das pessoas, sendo que o perigo mora na intolerância ao alimento. No entanto, mesmo não oferecendo problemas diretos de seu consumo, ele acarreta problemas de saúde indiretos.

Se você quer uma dieta mais saudável, confira Chips natural life e alimentos sem glúten.

Veja mais detalhes sobre essa substância!

O que é glúten?

O glúten é encontrado em alguns cereais, tanto de forma direta quanto de maneira cruzada — quando o cereal não possui o composto, mas fica “contaminado” por tocarem cereais que o possuem.

Em geral, a cevada, o trigo e o centeio apresentam glúten em sua composição. Portanto, qualquer alimento derivado desses cereais tende a conter essa substância também.

Ele é amplamente utilizado na indústria. Aliás, sua atuação diz respeito ao formato dos alimentos, tais como o pão, bolachas, etc.

Veja alguns alimentos sem glúten:

  • Todas as frutas;
  • Hortaliças, verduras e vegetais;
  • Arroz e alimentos derivados;
  • Todos os tipos de carnes;
  • Gelatinas, sorvetes e chocolates;
  • Todos os tipos de sal;
  • Óleos, margarinas e azeite.

Fizemos essa lista para dar uma ideia de como é uma dieta sem glúten. Nota-se que, ao contrário das demais dietas, ela é pouco restritiva.

Por que evitá-lo é bom para a saúde?

O glúten, quando entra no sistema digestório, se torna uma massa pegajosa que gruda por onde passa. Aliás, ele pode afetar os intestinos com o tempo, facilitando o surgimento de novos problemas de saúde.

Além disso, a maioria dos alimentos que apresentam esse componente faz mal, por natureza, à nossa saúde. 

O pão francês, por exemplo, é composto por 49 g de carboidratos e 491 mg de sódio, a cada 100 g. Isso significa aumento de peso e até problemas relacionados à pressão sanguínea.

Veja mais algumas considerações.

Manter uma alimentação sem glúten não é difícil

Algo que chama bastante atenção na dieta sem glúten é a facilidade em ser seguida. Ao contrário das demais, ela permite muitos alimentos gostosos, o que facilita muito para quem não abre mão do sabor.

Ingredientes como açúcar, cacau e frutas estão liberados para consumo. Da mesma forma, todas as carnes podem entrar no cardápio.

Ou seja, uma pessoa que segue a dieta gluten free pode ir em churrascarias e até tomar sorvete.

No entanto, vale notar que isso é péssimo para quem quer emagrecer. A dieta sem glúten apenas engloba alimentos sem esse composto, mas o cardápio vai de acordo com seus objetivos.

Produtos sem glúten diminuem o inchaço

Como foi dito anteriormente, o glúten é usado em muitos alimentos por causa de sua maleabilidade. É por isso que alimentos com essa substância têm formatos bonitos e consistentes.

Um dos motivos disso acontecer é que, na hora de sovar a massa, estruturas que retém o gás são criadas — principalmente o gás carbônico. Esse processo é fundamental para que haja aquele crescimento bonito dos pães e bolos quando no forno.

O problema é que esse gás não é liberado apenas na produção do alimento: quando você consome o produto final, ele também vai escapar dentro de seu corpo.

É por isso que o consumo de glúten causa inchaços e gases desagradáveis.

Ajuda no emagrecimento

Vale lembrar que nem todos os produtos que contém glúten fazem mal à saúde. No entanto, a grande maioria é de origem industrial, ou seja, com poucos nutrientes, muitas gorduras, açúcares, sódio e carboidratos.

Portanto, o consumo de glúten está associado ao consumo indiscriminado desses outros componentes. Eles, por sua vez, causam o aumento de peso, diabetes, pressão alta e várias outras doenças.

Ficar longe desses problemas é sinônimo de levar uma vida mais saudável.

Torna o sistema digestório mais saudável

Quando o glúten entra em nosso sistema digestório, ele se torna uma massa bastante pegajosa. Dessa forma, ao percorrer os órgãos, se agarra nas paredes, as quais são sensíveis a esse tipo de atrito.

Os intestinos são os mais afetados por essa interação. Ao longo do tempo, feridas nas paredes intestinais tornam o órgão mais sensível a outros tipos de alimentos, como os derivados do leite.

Ou seja, uma dieta sem glúten deixa o sistema digestório mais saudável, e pode evitar diversos outros problemas relacionados à absorção de substâncias essenciais ao organismo.

Preciso tirar todo o glúten da alimentação?

Não é recomendado remover todos os alimentos com glúten, pois isso pode acabar causando intolerância a essa substância. Se você não tiver problemas com ele, procure apenas diminuir (bastante) o consumo de alimentos ricos nesse composto.

Gostou das informações? Compartilhe nas redes sociais!


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Informações indisponíveis

0