10/06/2021 às 16h39min - Atualizada em 10/06/2021 às 17h40min

BASF reforça a sua posição global na produção de enzimas e biotecnologia

BASF investirá no Campus Kundl/Schaftenau da Novartis, na Áustria

SALA DA NOTÍCIA BASF
https://www.basf.com/br/pt.html
Divulgação/BASF
A BASF fechou acordo com a Sandoz GmbH, uma subsidiária da Novartis, para investir no Campus Kundl/Schaftenau, na Áustria. Este acordo permite à BASF desenvolver ainda mais a sua pegada de produção para enzimas e produtos biotecnológicos. Ambas as partes concordaram em não divulgar detalhes financeiros do acordo.

"Este investimento é um sinal claro do nosso compromisso com a indústria de enzimas e de biotecnologia. A BASF fortalecerá sua posição no mercado, já que o Campus Kundl/Schaftenau tem 75 anos de prática de biotecnologia e infraestrutura correspondente, incluindo um profundo know-how", explica Michael De Marco, vice-presidente de Gestão Global de Negócios para Enzimas da BASF.

"O acordo nos permite expandir a nossa pegada de produção de enzimas em detergentes e melhorar ainda mais o nosso portfólio de produtos e a posição de liderança no mercado na indústria de Cuidados Domésticos e Industrial & Institucional", afirma Soeren Hildebrandt, vice-presidente Sênior de Cuidados Domésticos, I&I e Formuladores Industriais da Europa. "Com este passo, apoiamos nossos clientes para atender às principais necessidades do mercado, como produtos de limpeza com perfis de sustentabilidade superiores e novos formatos de produtos, baseados na inovadora tecnologia de enzimas da BASF”.

"O Tirol é uma localização fundamental para a nossa rede de produção global. Os investimentos no Kundl e Schaftenau reforçam o nosso compromisso com a região", afirma Steffen Lang, chefe de Operações Técnicas da Novartis e membro do Comitê Executivo da Novartis. "Com o futuro desenvolvimento de um Life Science Park e o estabelecimento da BASF, um importante agente no domínio da biotecnologia, estamos fortalecendo a competência e a capacidade de inovação da área”.

A BASF procura também explorar o potencial de crescimento por meio de um envolvimento mais profundo no Campus Kundl/Schaftenau. O início da produção está previsto para 2024.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »