11/06/2021 às 09h20min - Atualizada em 12/06/2021 às 17h30min

Comércio aumenta em 29,17% as vendas em semana do Dia dos Namorados

Pesquisa da CDL/BH revela ainda que lojistas que investiram em promoções estão tendo maior retorno

SALA DA NOTÍCIA CDL/BH - Assessoria de Imprensa
assessoriadeimprensa@cdlbh.com.br
A semana que antecede a comemoração do Dia dos Namorados registrou aumento de 29,17% nas vendas em Belo Horizonte, conforme aponta pesquisa de movimentação realizada pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH) entre os dias 7 e 9 de junho com 168 empresários da capital mineira.

Para alavancar as vendas da data, 65,48% dos comerciantes entrevistados afirmam que prepararam promoções. Em um comparativo entre os lojistas que realizaram ações especiais e os que não promoveram, os primeiros tiveram um aumento de vendas de 31,82%, ou seja, 7,68 pontos percentuais a mais que os empresários que não realizaram nenhuma promoção.

As lojas físicas estão sendo o principal canal de compras dos namorados (80,95%), em seguida aparece o e-commerce (11,31%) e redes sociais (7,74%).

“O consumidor está cada vez mais atento ao preço e a qualidade do produto antes de realizar suas compras. Além disso, as lojas físicas estão retomando sua força, por isso, é importante um treinamento da equipe para prestar um atendimento ágil para fidelizar seu cliente e também para evitar lojas cheias neste período de pandemia”, analisa o presidente da CDL/BH, Marcelo de Souza e Silva. 

Com receio de endividamento, a maioria dos consumidores está optando pelo pagamento à vista (66,67%). Dentre os que escolhem o parcelamento no cartão de crédito, observa-se que três é o número médio de parcelas.

Roupas são a principal escolha
Confirmando as tendências de principais presentes para a data, vestuário está liderando a preferência com 21,4% de saída. Em seguida, aparecem a categoria outros (20,2%) que engloba bolsas/malas/mochilas, itens de decoração, cestas de café, livros e óculos de sol; joias/bijuterias (16,1%); calçados (15,5%); flores (11,9%); artigos eróticos (10,7%); lingerie (10,1%); maquiagem/cosméticos (8,3%) e bombons (6,5%).

Ainda de acordo com a pesquisa, o tíquete médio está superior ao esperado pelos lojistas. Até o momento, o valor médio dos presentes tem sido de R$ 184,08. Esse valor é superior ao esperado pelos empresários em 38,8% em pesquisa anterior da CDL/BH, onde o tíquete médio apontado foi de R$ 132,59.

Expectativa de vendas
A expectativa da CDL/BH é que sejam injetados R$ 2,08 bilhões na economia da cidade, no mês de junho, com as vendas do Dia dos Namorados.
 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Informações indisponíveis

0