18/06/2021 às 11h17min - Atualizada em 18/06/2021 às 15h00min

O ritual de todo escritor

(*) Guilherme Augusto de Carvalho

SALA DA NOTÍCIA NQM
http://www.uninter.com
Divulgação
Compor um texto é uma prática que faz parte da minha rotina, um hábito que desenvolvi há muito tempo, e virou um ritual diário de produção e desenvolvimento. Para conseguir cultivar essa rotina alguns passos simples, mas importantes, devem ser dados para que a prática se torne parte da sua vida.  

O primeiro passo para a boa escrita é a leitura. Ler é a primeira atividade que todo escritor deve desenvolver e o ponto de partida para uma boa escrita. Quem escreve bem é porque lê muito e tem um bom repertório. Sem a leitura não é possível ter a habilidade da escrita desenvolvida e muito menos o contato com os vários estilos de textos e obras. As próprias ideias e temas são, muitas vezes, oriundas dos livros, jornais ou palestras, do estudo e da busca pelo conhecimento. Não existe outra forma de produzir um texto se você não se abastecer com conhecimento que é adquirido através da leitura.  

O segundo passo é a prática, buscar escrever sempre. Só se cresce como escritor praticando, ou seja, escrevendo, não há outra forma. E quanto mais praticar, mais conseguirá produzir de forma rápida e habilidosa. Uma dica para quem não tem o hábito é escrever em um diário ou em algum caderno todos os dias, este é o primeiro passo para estabelecer uma rotina. Além disso, escrever à mão em um caderno é uma opção vantajosa, pois trabalha a coordenação motora e ajudar a gravar informações, ou ter mais ideias.  

O terceiro passo é aprender a deixar o texto “descansar”. Normalmente, quando escrevo, deixo o texto de lado um ou dois dias, para depois reler e trabalhar nele novamente. No afã de escrever, muitas vezes não se vê palavras repetidas ou frases que não soam tão bem, e na segunda leitura é possível olhar com mais precisão e fazer as devidas mudanças. Também aprendi a ler em voz alta o texto, e é interessante sentir como as palavras soam, é uma prática que ajuda a ajustar melhor e deixar a obra homogênea, com uma leitura mais agradável. É comum escrever um texto e não perceber estes detalhes, mas eles se revelam quando lemos em voz alta.  

Escrever é uma prática que ajuda a ter mais clareza, diminui o estresse e melhora muito a capacidade de concentração, além de desenvolver a escrita e a rapidez na composição de um texto e na elaboração de ideias. Quem escreve sempre, além de cultivar saúde, bem-estar e criatividade para sua vida, poderá também oferecer conhecimento, reflexões e entretenimento. Pratique o ritual da escrita e sua colheita será cheia de benefícios. 
 
(*) Guilherme Augusto de Carvalho é bacharel em Teologia, especialista em Filosofia, Ciências da Religião e Ensino Religioso, e é professor da Área de Humanidades do Centro Universitário Internacional UNINTER 
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Informações indisponíveis

0