01/08/2022 às 19h46min - Atualizada em 01/08/2022 às 19h46min

Dive emite alerta sobre varíola dos macacos para Unidades de Saúde em SC

Entenda os meios de transmissão e cuidados para evitar ser infectado pela doença

Marcos Antonio - Marcos Imprensa
NDMAIS
A Dive/SC (Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina) divulgou um documento com orientações sobre a varíola dos macacos para as Unidades de Saúde. O informe, publicado na última quinta-feira (28), faz menção às Unidades que prestam atendimento às IST (infecções sexualmente transmissíveis).

O documento faz alerta aos profissionais de saúde que trabalham em unidades de saúde que realizam atendimento das IST. A Dive pede para que esses profissionais fiquem atentos a casos suspeitos, considerando as manifestações não usuais da doença.
Os pacientes podem buscar o serviço de saúde por uma suspeita de uma IST. Será, então, investigada a possibilidade de se tratar de um caso suspeito de varíola dos macacos.

Os casos suspeitos identificados pelos serviços de saúde devem ser comunicados de forma imediata, em até 24h, aos serviços de vigilância em saúde responsáveis pelos locais de atendimento.

Formas de contágio

O vírus pode se espalhar em fluidos ou secreções de feridas de pessoas que estão com a infecção, sendo que permanece em investigação a possibilidade do vírus estar presente em outros fluidos corporais, como sêmen e fluidos vaginais.

 Contato direto com erupção cutânea, feridas ou crostas das lesões;

Contato com objetos, tecidos (roupas, roupas de cama ou toalhas) e superfícies usadas por alguém com a infecção;

Através de gotículas respiratórias ou fluidos orais de uma pessoa infectada. Esse contato pode acontecer durante o contato sexual íntimo, incluindo: Sexo oral, anal e vaginal ou tocar os genitais, ou o ânus de uma pessoa infectada pelo Monkeypox;
Abraçar, massagear, beijar ou conversar próximo da pessoa infectada;


Tocar tecidos e objetos durante o sexo usados por uma pessoa infectada, como roupas de cama, toalhas e brinquedos sexuais.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp