22/06/2021 às 16h22min - Atualizada em 23/06/2021 às 04h20min

Edtechs: como a união da educação e tecnologia tornaram-se tendência?

Abreviação de “Education Technology”, ou, em tradução literal, “tecnologia educacional'', as Edtechs são soluções educacionais que unem estes dois mundos

DINO
https://www.docsity.com/

Para muitos, a presença da tecnologia na educação é novidade. Entretanto, é possível notar que soluções que buscam modernizar e otimizar o processo educacional já fazem parte do mercado há tempos. No ano de 2013, por exemplo, já era possível notar a revolução que a tendência traria para o mundo da educação: 108 Edtechs já existiam no país. Hoje, a marca chega a 434, de acordo com o Distrito Edtech Report.

Dessa forma, a solução está elegível para atuar em diferentes etapas da educação - da básica até a superior -, incluindo também a educação corporativa. Ou seja, as Edtechs dão ferramentas para que seu público final possa aprender de forma simplificada, sejam eles professores, alunos ou administradores. 

Funcionamento das Edtechs

Com os avanços da tecnologia, o comportamento das pessoas mudou. Com maiores estímulos e disponibilidade de informações, métodos tradicionais para atividades do cotidiano precisaram ser revistos.

Pensando nisso, as Edtechs trazem uma proposta diferenciada para o ensino, disponibilizando materiais e recursos didáticos inovadores, que incluem: jogos, modelos 3D, simulações em realidade virtual, aplicativos, plataformas gamificadas, entre outras. 

Para Riccardo Ocleppo, sócio-fundador da Docsity, esses são alguns dos pilares que possibilitam que a tendência da tecnologia transforme a forma de ensino e aprendizado, com novas metodologias e soluções. “Vídeos dinâmicos, webinars e podcasts podem ser uma forma de atrair e prender a atenção dos alunos. Podemos ver que, conforme cresce a aceitação de canais propostos pela tecnologia, menos cansativo e limitado é o processo de aprendizado”, diz. 

A reflexão acompanha o crescimento do EaD: em 2019, 63,2% das vagas ofertadas para universidades foram no formato. Os dados fazem parte dos resultados do Censo da Educação Superior, divulgados pelo INEP, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, e pelo MEC, Ministério da Educação.

O censo mostra ainda que, em 2019, pela primeira vez na história, o número de ingressantes em cursos EaD ultrapassou a quantidade de estudantes que iniciaram a graduação presencial na rede privada. Ao todo, 50,7% dos alunos matriculados no período optaram por cursos a distância.

Além disso, de acordo com relatório disponibilizado pela EdTechXGlobal, a solução apresenta um crescimento de 17% ao ano em nível mundial - e, com a chegada do isolamento social em decorrência da COVID-19, espera-se que os resultados se intensifiquem, uma vez que a situação acelerou o processo de transição. 

Para finalizar, Riccardo diz que entende que a procura por formas facilitadas de estudar tenha crescido por diferentes motivos. “O cenário atual facilita o aprendizado, quebrando barreiras físicas e geográficas. Muitos também têm mais tempo livre - ou o ganham evitando deslocamentos - e, com isso, podem desenvolver novas habilidades com apoio da tecnologia”, diz.

Plataformas 100% digitais

A Docsity é uma ferramenta acadêmica online projetada para ajudar estudantes de qualquer campo ao longo de seus estudos. Com formato de comunidade, na Docsity os estudantes podem compartilhar suas anotações, trabalhos, provas, exercícios e percepções.

Para gerar engajamento, a plataforma recompensa os com pontuações. Todo o sistema foi projetado com intuito de incentivar um ambiente de estudos mútuo para seus usuários, fornecendo um espaço sem barreiras geográficas, sociais ou institucionais para a formação de grupos de estudo “mais modernos”.

Para saber mais, basta acessar: https://www.docsity.com/



Website: https://www.docsity.com/
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Informações indisponíveis

0