16/08/2022 às 15h12min - Atualizada em 17/08/2022 às 00h01min

Tecnologia 3D da B. Braun oferece maior precisão e redução de tempo durante procedimentos cirúrgicos por vídeo

Em cirurgia por laparoscopia, como no caso de Endometriose, essa tecnologia traz diversos benefícios na realização do procedimento

SALA DA NOTÍCIA João Pedro Soares
Recentemente, a cantora Anitta foi diagnosticada com Endometriose e passou por uma cirurgia. Este procedimento é realizado por laparoscopia, sendo uma técnica minimamente invasiva e segura, realizada por meio de câmeras acopladas ao equipamento. A B. Braun, multinacional líder em soluções médico-hospitalares, disponibiliza ao mercado a Torre de Vídeo 3D EINSTEIN VISION 3.0, que traz maior precisão ao cirurgião durante esse tipo de procedimento, melhor qualidade de imagem, é capaz de reduzir o tempo de operação e permite curva de aprendizado mais rápida.

A Casa de Saúde Pinheiro Machado, localizada na zona sul do Rio de Janeiro, foi a segunda instituição de saúde da cidade a receber este equipamento, que irá revolucionar procedimentos cirúrgicos por vídeo, como a laparoscopia.

“O uso da tecnologia da 3D na Casa de Saúde Pinheiro Machado abre uma porta para termos acesso a novas tecnologias e oferecer ao paciente maior comodidade, assertividade e confiabilidade durante os procedimentos. Nossa expectativa é que em um futuro a médio prazo tenhamos mais torres EinsteinVision para atendermos mais pacientes”, explica Dr. Celso Monteiro, Diretor Técnico da Casa de Saúde Pinheiro Machado. De acordo com ele, se for feito um comparativo, a torre 3D EinsteinVision da B. Braun entrega um resultado muito próximo ao robô com um custo dez vezes inferior.

Um dos principais diferenciais do Einstein Vision® 3.0 é possibilitar uma sensação de profundidade ao cirurgião - o que se perde quando ocorre a migração da cirurgia aberta para a laparoscópica - garantindo movimentos mais precisos e seguros. O profissional consegue diferenciar as estruturas e é capaz de interpretar a distância entre os órgãos, ao contrário da torre tradicional em que a imagem convertida é plana e não representa com fidelidade o espaço interno.

Dr. Paulo Falcão, Cirurgião Geral que atua na Casa de Saúde Pinheiro Machado, explica que a cirurgia minimamente invasiva oferece vantagens inequívocas para a realização de procedimentos cirúrgicos na cavidade abdominal. À medida que a tecnologia se desenvolve, os limites da atuação do cirurgião vão sendo ultrapassados. “Procedimentos que eram consideradas improváveis de serem realizadas via laparoscópica nas últimas décadas, hoje são considerados como procedimentos cirúrgicos seguros e com excelentes resultados.”

Neste contexto, segundo Dr. Falcão, a utilização da torre 3D da B. Braun permite a ampliação destas fronteiras. “Utilizar a imagem que tínhamos apenas em cirurgia robótica nas cirurgias laparoscópicas permite um nível ainda mais elevado de detalhamento das estruturas abdominais, aumentando ainda mais a precisão cirúrgica. Sem dúvidas, existem inúmeros benefícios na realização de procedimentos abdominais complexos com a plataforma 3D. A qualidade da imagem permite a identificação de detalhes que podem inclusive definir a estratégia de tratamento e da cirurgia”, completa Dr. Falcão.

Endometriose é a doença que corresponde à presença de tecido endometrial fora do útero, que segundo dados da OMS, atinge mais de 190 milhões de mulheres no mundo e cerca de sete milhões de brasileiras, como a cantora Anitta. “Ao utilizar equipamentos com a tecnologia da Torre de Vídeo 3D EINSTEIN VISION 3.0 da B. Braun como em casos de endometriose profunda, o nível de detalhamento entregue pela plataforma sem dúvida ofereceria muita qualidade na dissecção das estruturas pélvicas. Isto se traduz em precisão e segurança, tanto para o médico como para o paciente”, finaliza Dr. Falcão.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp