23/06/2021 às 14h10min - Atualizada em 24/06/2021 às 00h00min

Movimento Construção Saudável promove evento para discutir a relação entre impermeabilização e saúde.

O encontro online convida arquitetos e engenheiros para debater sobre a importância da prevenção

SALA DA NOTÍCIA Vanessa de Cássia Tófano Denardi
https://construcaosaudavel.org/

O Movimento Construção Saudável realiza no próximo dia 28, segunda-feira, às 18h, o evento online Doenças Respiratórias e Impermeabilização – uma delicada relação. O objetivo é ampliar a conscientização sobre a relação entre a falta de impermeabilização e o agravamento de doenças respiratórias. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo link: https://www.sympla.com.br/doencas-respiratorias-e-impermeabilizacao-uma-delicada-relacao__1252018.

Participam do debate a Fabíola de Vasconcellos Cecon, presidente do Movimento Construção Saudável, o Dr. Alex Bsrtkevic, responsável técnico da rede de centros médicos Doutor FAM, e o Rodrigo Zaniollo, arquiteto da Academia Brasileira de Artes. A mediação será do professor doutor Júlio Cesar Barbosa, diretor executivo do Movimento Construção Saudável.

“Sabemos que nas faculdades de engenharia e arquitetura pouco se fala sobre impermeabilização. Na grande maioria nem há uma disciplina específica sobre o tema. É nosso objetivo ampliar a conscientização e mobilizar os profissionais sobre o impacto da impermeabilização na saúde das pessoas, na segurança e valorização das edificações, contribuindo para promoção da saúde e do bem-estar”, afirma Fabíola.

O Dr. Alex ressalta que ao falar sobre o mofo, normalmente a orientação dada é arejar o imóvel e raramente a impermeabilização é relacionada como forma efetiva e eficaz de solução. “Muitas pessoas não imaginam, mas uma das principais causas do aparecimento das doenças respiratórias é a presença de mofo nas paredes e pavimentos, problema que pode causar e piorar gravemente diversas doenças do trato respiratório”.

Embora voltado para arquitetos e engenheiros, o evento será aberto ao público. “Queremos promover um esforço colaborativo na disseminação do problema, mas principalmente das soluções. Neste mês em que começa o inverno, mais do nunca é necessário debater a relação entre a falta de impermeabilização e o agravamento de doenças respiratórias. Um tema tão atual e importante para a sociedade em geral”, destaca Júlio.

Em consonância com o ODS 3 (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável), Boa Saúde e Bem-estar, da ONU (Organização das Nações Unidas), o Movimento Construção Saudável assumiu um grande compromisso com a sociedade: de propiciar qualidade de vida pela adoção de conceitos fundamentais ao conhecimento e à prática da impermeabilização como fator de melhoria da saúde. “É fundamental promover o debate em várias frentes e contar com a participação de especialistas para nos ajudarem na propagação em larga escala de conceitos e práticas para a construção saudável”, acrescenta Fabiola.

Sobre o Movimento Construção Saudável
http://construcaosaudavel.org

O Movimento Construção Saudável reúne as principais empresas do mercado de impermeabilização – Mactra, Sika, Vedacit e Viapol – com o objetivo de conscientizar a população sobre a importância de cuidar da saúde das habitações e das pessoas.

Criada em 2019, a iniciativa discute os benefícios de impermeabilizar de forma correta e as consequências que o processo traz para a saúde das pessoas. O Movimento promove ações em eventos, revendas, home centers e demais pontos de venda.

Conscientes do impacto na vida da população e de que grande parte espera o problema aparecer ao invés de prevenir, as empresas criaram o Movimento para conscientizar os profissionais, ampliar a percepção da sociedade sobre a importância do tema e, consequentemente, fortalecer o setor para transformar essa realidade.

O Movimento conta com a parceria do Centro Universitário FAM (Faculdade das Américas) e da rede de centros médicos Doutor FAM, que oferece atendimento com profissionais qualificados a preços populares. Além do respaldo profissional para falar sobre as doenças respiratórias causadas e agravadas pelo mofo e pela umidade, realizam em conjunto pesquisas e desenvolvem materiais para ampliar a conscientização sobre o tema.

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Informações indisponíveis

0