21/02/2020 às 15h50min - Atualizada em 21/02/2020 às 17h42min

Pagamentos digitais: como funcionam e quais cuidados precisam ser tomados

Especialista desvenda as tecnologias por trás destes meios de pagamento e dá dicas de segurança para utilizar da melhor maneira possível

DINO
https://itltech.com.br/

Com a morte recente dos talões de cheques e a popularização dos cartões de crédito, analistas financeiros do mundo inteiro apostam também que as cédulas acabarão daqui alguns anos. Apesar de isso ainda ser especulação, o fato é que os pagamentos por meios digitais estão crescendo em todos os países.

De acordo com a Mercury Minds, empresa de consultoria de e-commerce, o cartão de crédito já é o meio preferido de pagamento no mundo todo em compras online, mercado que movimentou mais US$ 23 trilhões em 2018. Nesse setor, as carteiras digitais, como o PayPal, já representam a segunda forma de pagamento mais utilizada no e-commerce.

Fora da internet, um método de pagamento que tem ganhado terreno é através do chamado NFC. A tecnologia, também conhecida como contactless (que em português pode ser traduzido como sem contato), funciona a partir de aproximação. Além de cartões, alguns aparelhos celulares e pulseiras eletrônicas são equipados com a tecnologia e podem realizar pagamentos em lojas e serviços.

A Mastercard divulgou que entre janeiro e novembro do ano passado no Brasil, o número de pagamentos por aproximação aumentou dez vezes na comparação com o mesmo período de 2018. As operações desse tipo saltaram de 1,4 milhão para 13 milhões no período. Quase 5 mil municípios brasileiros registraram pelo menos um pagamento desse tipo em 2019, contando celulares e cartões.

Em São Paulo, a SPTrans, empresa responsável pelo transporte de ônibus da capital, iniciou em setembro de 2019 um projeto piloto de pagamento de passagens via cartões de crédito/débito e celulares com NFC. De acordo com a SPTrans, a ideia é modernizar, trazer agilidade e mais conforto ao sistema de transporte público da maior cidade brasileira.

A especialista em infraestrutura de TI e CEO da it.line, Sylvia Bellio, comenta que a tecnologia de pagamentos digitais também está hoje em dia atrelada ao chamado QR Code. Ele é mais uma modalidade que auxilia clientes a terem mais facilidade na hora de quitar débitos.

"Essas tecnologias estão mudando toda uma cultura comercial e até a nossa relação com o dinheiro em si. Elas trazem facilidade e comodidade de uma forma bastante intuitiva, já que tudo funciona de uma maneira bem simples", argumenta Sylvia.


Como funcionam os pagamentos digitais?

Sylvia pontua que as duas tecnologias funcionam de maneira diferente. No caso do NFC, os aparelhos possuem chips que realizam a troca de informações após uma aproximação física entre dispositivos.

"A principal função do NFC é trocar pequenas quantidades de informações. No caso dos ônibus, por exemplo, são trocadas informações básicas sobre o preço da passagem e o limite que o passageiro possui no cartão de débito. Toda a leitura é feita com bastante agilidade, o que torna o sistema ideal para serviços de transporte público e pagamentos gerais no comércio e serviços", pontua a especialista em infraestrutura de TI.

O caso do QR Code é um pouco diferente. O aparelho que realiza a leitura para pagar um boleto, por exemplo, precisa estar equipado com uma câmera e um programa para ler o código gerado.

"O QR Code também é utilizado pela aproximação, já que é preciso ativar a câmera e enquadrá-la no código de barras bidimensional. Ele é bastante parecido com um leitor de códigos de barras comum. Contudo, o QR Code se diferencia do código tradicional por conseguir condensar uma quantidade bem maior de informações e, consequentemente, poder ser usado para mais funções", explica Sylvia.

Como realizar pagamento digitais com segurança

Sylvia Bellio comenta que as formas de pagamento estão se disseminando cada vez mais e defende que apesar da facilidade, é preciso tomar alguns cuidados. Ela dá dicas de segurança para utilizar da melhor maneira possível os meios de pagamento:

- É preciso manter dispositivos e aplicativos atualizados

Cibercriminosos acabam utilizando de brechas no sistema para cometer fraudes. E as atualizações de software dos dispositivos e versões dos aplicativos servem justamente para coibir falhas que podem servir de porta para deixar o usuário vulnerável;

- Utilizar senhas

Apesar dos métodos serem extremamente seguros, é preciso tomar cuidado com os procedimentos de segurança dos aparelhos. Mesmo quem não costuma realizar pagamentos via QR Code e NFC precisa manter celulares, pulseiras e tablets com senhas de acesso. As senhas evitam que principalmente o NFC seja utilizado em caso de roubo ou furto. No caso do QR Code ainda existe mais uma senha para completar a transação;

- O NFC não lê informações do bolso do usuário

Uma dúvida muito comum é se é possível que o NFC realize pagamentos involuntários caso o celular ou outro aparelho esteja no bolso. Isso é praticamente impossível porque a tecnologia só funciona quando os dispositivos estão aproximados em pelo menos cerca de 10 cm. De maneira prática, é preciso deixar os dispositivos quase encostados;

- É importante verificar a autenticidade da conta com QR Code

Assim como o golpe do boleto com código de barras falso, alguns golpistas utilizam códigos QR falsos para roubar as informações dos clientes. Por isso, é preciso verificar se o código foi enviado pela empresa que se destinará o pagamento. Além disso, também é preciso tomar cuidado para não fornecer o QR Code da sua conta para golpistas que se passam por funcionários de agências bancárias;

- É recomendado encerrar os aplicativos

É importante fechar os aplicativos de pagamento depois que eles foram utilizados, por dois fatores. O primeiro é pela segurança, já que eles encerrados podem evitar qualquer tipo de exposição. O segundo motivo é o gasto de bateria do dispositivo. Aplicativos que estão em segundo plano acabam gastando a energia do dispositivo;

- É essencial ficar atento aos terminais de pagamento via NFC

É necessário ficar atento aos terminais de pagamento que possuem tecnologia NFC. Já foram registrados casos de golpistas que substituíram o terminal original por um falsificado que roubava as informações dos clientes. Por isso, caso o terminal do ônibus por exemplo, esteja danificado ou com um aspecto muito diferente do habitual, prefira utilizar outro meio de pagamento como o cartão de transporte comum.



Website: https://itltech.com.br/
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp