30/08/2022 às 17h28min - Atualizada em 31/08/2022 às 01h20min

Expoflora e Rodeio devem injetar R$ 180 milhões em hotéis, bares e restaurantes

Estimativa é do Campinas Conventio Bureau e da Abrasel Regional Campinas

DINO
https://rmc.abrasel.com.br/

Cerca de 330 mil turistas de todo o país devem circular pela região de Campinas no mês de setembro, quando acontecem a 39ª edição da Expoflora, maior feira de flores e plantas ornamentais da América Latina, em Holambra, e a Festa do Peão de Jaguariúna, segundo cálculos dos organizadores. Os eventos movimentam a economia em um raio de 180 quilômetros e devem injetar cerca de R$ 180 milhões nos setores de hotelaria, bares e restaurantes, de acordo com estimativas do Campinas e Região Convention & Visitors Bureau (CRC&VB) e Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) Regional Campinas.

Segundo Douglas Marcondes, diretor de Hotelaria do CRC&VB, a Expoflora e a Festa do Peão de Jaguariúna têm um impacto significativo no setor de hotelaria, movimentando reservas em um raio de até 180 quilômetros de Holambra nos finais de semana e feriados. “Um terço do público costuma estender a estada na região para visitar cidades turísticas como Serra Negra, Lindóia, Águas de Lindóia e Socorro, e realizar turismo gastronômico em municípios mais próximos de Holambra e Jaguariúna”, explica.

Somente na rede hoteleira, o Campinas Convention Bureau estima um movimento entre R$ 110 a R$ 140 milhões neste ano com reservas e consumos nos hotéis da região, com ocupação a ocupação devendo chegar em 70% dos 5 mil apartamentos disponíveis na rede regional para o mês de setembro. “Este número poderá até surpreender, para mais, pela experiência que estamos tendo com outros eventos, com um público muito maior do que os esperados com esta retomada. A demanda reprimida está nos proporcionando positivas surpresas e expectativas bem favoráveis”, alerta ele.

Esta demanda maior na hotelaria também traz reflexos na geração de empregos temporários. “Com o aumento pelas reservas, os hotéis são obrigados a buscar mão de obra temporária para serviços como arrumação/limpeza/conservação de apartamentos, atendimento, limpeza, recreação e demais setores dos Meios de Hospedagem”, lembra o diretor de Hotelaria do CRC&VB. “Isso pode significar algo entre 200 a 300 empregos adicionais por final de semana durante o mês de setembro”, calcula.

No setor de alimentação fora do lar, que abrange os bares e restaurantes, o impacto estimado é de R$ 40 milhões ao longo do mês, segundo a Abrasel Regional Campinas. Pelos cálculos da entidade, o tíquete médio dos turistas esperado é de R$ 90,00 com refeições em restaurantes ou gastos com bebidas, refrigerantes, lanches e salgados nos estabelecimentos da região, especialmente na Região Metropolitana de Campinas (RMC).

Matheus Mason, presidente da Abrasel Regional Campinas, diz que este cálculo é feito com base no valor médio de gastos do setor. “O gasto pode aumentar se considerarmos que um terço do público deverá permanecer mais de um dia na região, hospedando-se em hotéis e visitando outros estabelecimentos na região”, explica ele.

O movimento de reservas em hotéis da região já vem sendo sentido pela rede hoteleira desde o início do mês de agosto. “Alguns hotéis associados ao CRC&VB já relatam que estão com suas capacidades de reservas de quartos esgotadas para setembro, especialmente os de categorias econômica e intermediária”, conta Marcondes. “Nas grandes redes e com tarifas maiores, ainda há disponibilidade”.

Eduardo Porto, diretor de Marketing da Rede Vitória Hotéis, com cinco unidades em Campinas, Paulínia e Indaiatuba, confirma o movimento de reservas antecipadas. Ele ressalta que o movimento nos hotéis nos sábados e domingos é importante para toda a região, quando a demanda costuma cair em comparação aos dias de semana, com a ocupação dos hotéis por eventos e turistas de negócios.



Website: https://rmc.abrasel.com.br/


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp