28/02/2020 às 18h47min - Atualizada em 28/02/2020 às 21h12min

Dependência química: clínica de recuperação especializada no tratamento de dependentes químicos

Como funciona uma clínica de recuperação, quais são os tratamentos disponíveis e como escolher uma clínica de confiança

DINO
https://www.grupovemrenascer.com.br/

Clínica de Recuperação

 Como funciona uma clínica de recuperação, tratamentos, como escolher uma clínica de confiança e muito mais, logo a seguir.

Dependência Química

A dependência química é considerada uma doença incapacitante, a pessoa perde totalmente o rumo de seus atos, pensamentos e até mesmo sentimentos, passa a viver apenas em função de satisfazer sua vontade em usar a droga.

A OMS considera a dependência química um transtorno mental, e de acordo com seus dados, mais de 500mil pessoas morrem todo ano em consequência desse distúrbio.

No Brasil, as substâncias que causam dependência química mais utilizadas são o álcool e o cigarro, drogas lícitas, e a maconha, crack e cocaína, drogas ilícitas, mas, infelizmente, ainda existem outras variedades de entorpecentes que são utilizados de forma discriminada.

Contudo, não são apenas as drogas citadas no parágrafo anterior que causam a dependência química, existem pessoas que adquiriram a doença fazendo uso de remédio para dormir, emagrecer e até mesmo para gripe e resfriados.

Crônica, e progressiva, ou seja, uma doença que não tem cura e se torna pior com o passar do tempo, assim é a dependência química. A boa notícia é que apesar de não ter cura, ela tem solução e pode ser controlada, desde que seja tratada adequadamente.

É nessa fase que a Clínica de recuperação entra em ação, e é exatamente sobre ela que será abordado nos próximos parágrafos, neles serão esclarecidas algumas das dúvidas mais comuns sobre o assunto.

Como funciona o tratamento em uma clínica de recuperação

Uma clínica de recuperação é um local focado em reabilitar pessoas que sofrem de determinadas doenças que atrapalham sua vida social, familiar, profissional, e que necessitam ser reclusa por um tempo da sociedade comum para se tratar, pois, ela pode oferecer riscos para sua existência ou a de terceiros.

O objetivo desse local é garantir um ótimo tratamento para que o paciente seja inserido de volta a sociedade e possa voltar a ter uma vida normal, prazerosa e longe dos motivos que o levaram até a internação.

Na clínica, o tratamento é complexo, individual e passa por várias etapas, e com profissionais diversos. Ele pode ser interno, externo ou de internação parcial, tudo vai depender do grau da doença e da relação do paciente com ela.

 Abaixo, segue uma lista dos profissionais que atuam em uma clínica de recuperação:

  • Psiquiatra;
  • Psicólogo;
  • Nutricionista;
  • Terapeuta ocupacional e holístico;
  • Enfermeiros;
  • Monitores;
  • Preparadores físicos.

Algumas etapas do tratamento:

  • Exames clínicos;
  • Consulta psicológica e psiquiátrica;
  • Desintoxicação;
  • Terapia comportamental, cognitiva e ocupacional;
  • Psicoterapia em grupo e familiar.

Cada clínica possui seus métodos para a reabilitação, algumas incluem orações, preces, medicamentos naturais no tratamento, mas basicamente, a maioria mantém essa estrutura.

Além da dependência química de drogas e álcool, uma clínica de reabilitação pode tratar outras categorias de transtornos psicológicos.

Quais são os tipos de internação

Para que o tratamento tenha início, é importante que algumas das medidas de internação a seguir sejam realizadas.

Internação voluntária: essa, sem dúvidas é a melhor opção! Ela acontece quando o indivíduo aceita ou procura a internação voluntariamente, sem apresentar nenhuma resistência, no entanto, infelizmente, não é tão comum como esperado.

Internação Involuntária: é o oposto da opção anterior. Normalmente, é acionada pela família, e não necessariamente precisa da aprovação do interno, porém, é indispensável um laudo médico constatando a dependência.

Outro aspecto importante desse modelo de internação é que a clínica tem o prazo de até 72h para informar ao Ministério Público Estadual a internação e também quando o interno for receber alta.

Internação Compulsória: é um modelo mais complicado, pois, não depende da vontade do interno e nem da sua família, ela é determinada por um juiz.

Quanto tempo dura a internação dentro de uma clínica de recuperação

O tempo que o interno ficará na clínica dependerá do seu progresso em relação ao tratamento, o tempo e a intensidade em que a pessoa utilizou as drogas influenciam muito na recuperação.

As internações podem durar 15, 40, 60, dias, 6 meses ou até mesmo um ano. Isso vai variar de paciente para paciente, e de clínica para clínica.

Quais doenças podem ser tratadas em uma clínica de recuperação

Como foi citado em outra parte do texto, uma clínica de recuperação não trata apenas pessoas com dependência química de álcool ou drogas, mas também àquelas com outros transtornos psiquiátricos, como:

  • Depressão;
  • Transtorno de Ansiedade;
  • Esquizofrenia;
  • Síndrome do Pânico;
  • Transtorno de Boderline;
  • Transtorno Bipolar.

Quando é necessário recorrer a uma clínica de recuperação

Infelizmente, as pessoas esperam a doença chegar a um quadro extremo para optar pelo tratamento em uma clínica de recuperação, no entanto, quanto antes essa medida for tomada, melhores serão os resultados.

Quando a pessoa começa a apresentar os primeiros sintomas de que o transtorno está prejudicando sua saúde, sua interação social, seu convívio familiar; sua vida em geral, é hora de buscar ajuda.

Uma pessoa nessas condições dificilmente conseguirá tomar essa decisão sozinha, é nessa hora que a família precisa agir, conversando e mostrando que a melhor opção é o tratamento em uma clínica de recuperação.

Quanto antes à doença receber um diagnóstico e iniciar um tratamento, melhores e mais rápidos serão os benefícios.

Como escolhe uma clínica de confiança

Algumas pessoas enfrentam muita dificuldade no momento de escolher uma clínica de recuperação para seu ente querido, e infelizmente, não é à toa, já que existem muitas clínicas por aí preocupadas apenas em lucrar e não em reabilitar.

Foi pensando nisso, que o Grupo Vem Renascer separou algumas dicas para seguir e fazer a escolha certa!

  1. Não se deve clínica pelo menor preço, e sim pelos valores que ela possui.
  2. A clínica precisa ter profissionais especializados em dependência química e transtornos psiquiátricos.
  3. Conhecer o local e sua estrutura antes de fazer qualquer escolha.
  4. Buscar por avaliações, comentários e a reputação da clínica.
  5. Questionar sobre os medicamentos que serão utilizados.
  6. Conhecer cada etapa do tratamento e os profissionais responsáveis.
  7. Observar se a clínica apoia o contato familiar durante o tratamento.
  8. Verificar se a clínica oferece auxílio depois do período de internação.
  9.  Conferir se a clínica possui alvará de funcionamento e está em dia com a lei e normas de segurança.
  10. É de suma importância que a clínica possua equipamentos de primeiros socorros e uma equipe especializada para agir rapidamente em casos de emergência.

Nessa clínica de recuperação você encontra isso e muito mais.

A dependência química e transtornos psiquiátricos são devastadores, afetam a vida do individuo em todas as áreas, e também a todos em sua volta, mas não precisa ser assim!

É possível conhecer  o trabalho do Grupo Vem Renascer, aqui mesmo,  nesse site, Entrar em contato com a equipe responsável para encontrar a ajuda necessária e renascer.

 

 

 

 



Website: https://www.grupovemrenascer.com.br/
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »