17/03/2020 às 07h02min - Atualizada em 17/03/2020 às 07h02min

Caçador tem cinco casos suspeitos de coronavírus

Prefeitura anuncia ações preventivas e canal para tirar dúvidas sobre a doença

Reporte Marcos Antonio - Marcos Imprensa
Caçador Online
A Secretaria de Saúde de Caçador monitora cinco pessoas que podem estar com coronavírus. A informação foi divulgada em coletiva de imprensa na tarde desta segunda-feira, 16. Segundo a Vigilância Epidemiológica, são pessoas que retornaram de viagem e apresentaram sintomas.

O médico infectologista do município, Bruno Vitiriti, ressalta que, apesar dos casos em monitoramento, não há nenhum paciente confirmado com coronavírus em Caçador. Porém, ele reforça que o momento é de tomar todas as ações preventivas possíveis.

"Todas as medidas que a Secretária de Saúde de Caçador está tomando são para que a doença não se espalhe. Não existe um remédio que cure ou uma vacina, mas maneiras de se prevenir e depende também de ações individuais", destaca Bruno.

Acompanharam a coletiva o secretário de Saúde, Ademar Schmitz, e o responsável pela Vigilância Epidemiológica, Célio Becker.

“O município está fazendo sua parte com ações preventivas, mas a população também precisa colaborar. A principal orientação é que as pessoas com sintomas não circulem, pois o coronavírus é de fácil contágio”, acrescenta Ademar.

Sobre o teste para diagnosticar casos de coronavírus, o responsável pela Vigilância Epidemiológica informou que o número de kits é baixo em todo o Estado. “Vamos priorizar apenas casos mais graves”, disse.

Prefeitura disponibiliza “Alô, Coronavírus Caçador” para dúvidas sobre doença

A Prefeitura está disponibilizando o canal “Alô, Coronavírus Caçador”, para que a comunidade tire as dúvidas a respeito do novo vírus. O anúncio foi feito em coletiva de imprensa, na tarde desta segunda-feira, 16. Os caçadorenses poderão entrar em contato, tanto pelo telefone fixo, quanto pelo WhatsApp (mensagens de texto, de voz e ligações) para tirar as suas dúvidas.

No fixo, a ligação será a cobrar, para o número 9090 3561-0910. Já no WhatsApp, o número é (49) 99113-5384. Este canal começa a funcionar a partir da próxima quarta-feira, 18. 

A ideia deste canal é oferecer orientação de forma rápida, reduzindo idas desnecessárias aos postos de Saúde e à UPA, e no caso do coronavírus, diminuindo uma possível exposição ao vírus. Afinal, toda a orientação é feita com o paciente no conforto de sua residência ou onde ele estiver. Este sistema, semelhante ao Telemedicina, já vem sendo utilizado em várias cidades do Brasil, como São Paulo, Curitiba e Florianópolis.

Além disso, outras medidas serão adotadas com relação à prevenção da contaminação pelo Coronavírus, através de um plano de contingência, como a extensão do prazo das receitas de medicamentos de uso contínuo e a entrega em casa, para pessoas idosas, dos medicamentos.

"O plano de contingência envolve várias ações. A ação principal foi criar um canal de informações sobre a doença, tanto para orientar quanto para que as pessoas possam comunicar por ali uma suspeita da doença, diminuindo o contato com outras pessoas e a proliferação da doença", destaca o secretário Ademar Schmitz.

Nos postos de Saúde e na UPA, também haverá uma nova forma de atendimento para pessoas que estejam com sintomas de doenças respiratórias, como febre e tosse. “Teremos um profissional fazendo uma triagem logo na entrada, evitando que este paciente entre em contato com as outras pessoas. Iremos oferecer uma máscara e, então, o atendimento será realizado”, completou o médico infectologista, Bruno Vitiritti.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »