05/10/2020 às 11h07min - Atualizada em 06/10/2020 às 00h00min

Sistema Sicoob Rio disponibiliza produtos bancários sem visar ao lucro e com o propósito de justiça financeira

Com gestão democrática, o cooperativismo de crédito, setor em crescimento no país, é uma alternativa para empresários que buscam recursos emergenciais

DINO
http://www.sicoobrio.com.br
As cooperativas do Sicoob Rio estão em 92 municípios do Estado do Rio

Em expansão no Brasil, o cooperativismo de crédito oferece a pessoas físicas e jurídicas os produtos e serviços bancários, entretanto sem fins lucrativos, visando ao desenvolvimento social, à justiça financeira e à prosperidade dos seus associados e de suas comunidades. No Estado do Rio, esse modelo financeiro igualitário está presente nos 92 municípios com as cooperativas do Sistema Sicoob Rio, que integra uma das maiores instituições do setor: o Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (o Sicoob); com 4,8 milhões de clientes e atuação em todas as unidades da Federação e no Distrito Federal. Para a população carioca e fluminense, a entidade disponibiliza conta-corrente, meios eletrônicos de pagamento, consórcio, previdência, seguros, investimentos (inclusive Letra de Crédito Imobiliário), empréstimos, cartões, cobrança bancária, bem como o aplicativo mais bem avaliado no segmento. Já na segunda quinzena de novembro, os clientes terão acesso ao Pix, o novo método de pagamento, transferência e recebimento autorizado pelo Banco Central.

E, mesmo diante de um cenário de declínio da economia, agravado pela pandemia de COVID-19, as cooperativas do Sicoob têm participado de forma efetiva para viabilizar empréstimos emergenciais com melhores taxas às micro, pequenas e médias empresas; via Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas (Fampe) do Sebrae, Pronampe e com recursos próprios.

Também podem ter acesso a esses recursos as cooperativas vinculadas ao Sescoop/OCB e os franqueados da Associação Brasileira de Franchising (ABF Rio). A concessão de créditos depende de análises de riscos individuais de cada instituição, permitindo, assim, uma maior flexibilidade para a negociação. Empresas que têm folha de pagamento vinculada ao Sicoob podem financiar estes vencimentos via Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), com prazo de até 36 meses (com seis meses de carência), no valor de dois salários mínimos por empregado e taxa de 3,75% ao ano.

Nábia Jorge, diretora executiva do Sicoob Central Rio (organização que coordena o Sistema Rio), afirma que essa iniciativa, em um período de recessão, reforça o compromisso da instituição com o desenvolvimento social.

"Estamos nos dedicando a um público muitas vezes desassistido, especialmente na pandemia. Nossas ações firmam o nosso propósito, que é conectar pessoas para promover a justiça financeira e prosperidade", comenta Nábia, informando que no Sicoob os cooperados são donos, participam das decisões e dos resultados em uma organização administrada democraticamente, possibilitando a todos excelentes taxas, rendimentos maiores e o recebimento das sobras líquidas apuradas ao término de cada período. "Os depósitos em nossas cooperativas contam com a proteção do Fundo Garantidor do Cooperativismo de Crédito, o FGCoop", esclarece a diretora executiva.

Kathia Feitosa, gerente de negócios do Sicoob Central Rio, enfatiza que as cooperativas proporcionam aos seus associados serviços com taxas e prazos mais favoráveis que outras instituições financeiras. "Cada cooperativa afiliada determina um valor para se associar e aos seus produtos. Porém, comparando com o mercado, nossa precificação é muito mais interessante", declara.

Ainda segundo Kathia, em tempos de retração econômica, há um maior crescimento do cooperativismo financeiro. "Isso porque esse setor tem por intuito apresentar condições vantajosas aos nossos cooperados. Sempre com base nos sete princípios do cooperativismo (Adesão voluntária e livre, Gestão democrática, Participação econômica dos membros, Autonomia e independência, Educação, formação e informação, Intercooperação e Interesse pela comunidade). Por considerar esses conceitos, as cooperativas trabalham para o progresso sustentável de suas comunidades, gerando benefícios sociais e econômicos não apenas para seus associados, mas para toda a sociedade", conclui a gerente de negócios do Sicoob Central Rio.

As empresas do Estado do Rio que ainda não são associadas, mas demonstram interesse nas linhas de crédito disponíveis nas cooperativas, podem obter informações no site do Sicoob Rio, através do link: www.sicoobrio.com.br/pj.

Entre abril e junho de 2020, o Sicoob nacional atingiu a marca de R$ 67,4 bilhões em operações de crédito, valor 21,7% maior do que o concedido no segundo trimestre do ano passado. Na pandemia, destacam-se os valores ofertados em empréstimos e antecipação de recebíveis, que alcançaram R$ 46 bilhões - alta de 22,3% com relação ao segundo trimestre de 2019 (2T19) -, e financiamentos rurais e agroindustriais, atingindo R$ 17,5 bilhões - crescimento de 13,2% quando comparado ao igual período do ano anterior. Adicionalmente, o Sicoob viu suas sobras líquidas crescerem 10,8%, uma soma de R$ 671,2 milhões, contra R$ 606,5 milhões registrados no 2T19.

Atualmente, o Sistema Sicoob Rio é formado pelo Sicoob Cecremef, Sicoob Coomperj, Sicoob Coopjustiça, Sicoob Coopvale, Sicoob Credicor RJ, Sicoob Empresas RJ, Sicoob Fluminense e Sicoob Servidores. E também pelo Sicoob Central Rio, instituição que desde 2011 tem desenvolvido e incentivado projetos de expansão, fortalecimento e visibilidade das cooperativas afiliadas ao Sistema Rio; o que inclui o investimento na formação, no treinamento e na qualificação de todos os seus dirigentes e funcionários e na criação de eventos alinhados às boas práticas de gestão. Além disso, atende as cooperativas nos serviços de aplicação de recursos, controle interno e riscos, consultoria para fomento de negócios, treinamento dos empregados, assim como a centralização das tarefas administrativas e assessoria de comunicação e marketing.

Ademais, a realização de eventos estratégicos, como o Avança Rio, a inauguração do primeiro Espaço Cultural do Sicoob no Estado do Rio (em Mendes, cidade onde foi estabelecida a primeira cooperativa mirim), a constante busca por atualização tecnológica e reforços na formação das equipes, a adesão aos programas implementados pelo Instituto Sicoob, como o Se Liga Finanças (que teve início no Rio de Janeiro), a atuação voluntária na Semana de Educação Financeira e o Cooperjovem, que, em parceria com o Sescoop, leva o princípio da cooperação às instituições de ensino, são outras ações que mostram a consolidação do cooperativismo.



Website: http://www.sicoobrio.com.br
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »