26/04/2021 às 13h59min - Atualizada em 30/04/2021 às 17h40min

Exportações do Agronegócio chegam a US$ 11,57 bilhões em março

O CEO do Grupo VMX Agro, Carlos César Floriano, acredita que a tendência é continuar avançando, uma vez que o valor é 28,6% superior aos US$ 9,0 bilhões no mesmo período de 2020.

DINO
http://vmxagro.com.br/
Carlos Cesar Floriano explica avanços na agropecuária

Reforçando uma tendência observada nos últimos meses, as exportações do agronegócio brasileiro atingiram o valor recorde para o mês de março, alcançando US$ 11,57 bilhões. A cifra nunca havia ultrapassado US$ 10 bilhões para os meses de março, em toda a série histórica desde 1997. O valor é 28,6% superior aos US$ 9,0 bilhões no mesmo período de 2020.

Um dos motivos que explicam o bom desempenho do agronegócio é o aumento dos preços dos produtos exportados, que registraram alta de 8,7% na comparação com março de 2020. A quantidade vendida ao exterior registrou aumento de 18,3%.

O complexo soja foi o setor de maior destaque, com aumento nas exportações absolutas de US$ 1,66 bilhão. As condições climáticas da safra 2020/2021, que geraram atrasos na colheita do primeiro bimestre de 2021, em função do excesso de chuvas, concentraram os embarques da soja em grãos para março.

Especialista em Agronegócio, Carlos César Floriano, mantém otimismo

O setor de carnes também bateu recorde de exportações, ao totalizar US$ 1,60 bilhão, alta de 16,1%. A China foi o principal país responsável pelo aumento das exportações de carne bovina e carne suína do Brasil.

O CEO do Grupo VMX Agro, Carlos César Floriano, acredita que a tendência é continuar avançando.  “O empresariado já vem sentindo a melhoria do mercado internacional, o que reforça ainda mais o foco em novos investidores”, afirma.

O setor de criação animal para produção de carne na China possui histórico de enfermidades nos anos recentes, com destaque para Peste Suína Africana e a gripe aviária de alta patogenicidade, que assolaram e afetam os rebanhos chineses, sendo o principal fator responsável pela expansão das exportações brasileiras de carnes, explica a análise da Secretaria de Comércio e Relações Internacionais do Mapa.

A principal carne exportada foi a bovina, com US$ 711 milhões em vendas externas (alta de 11,9%) e volume recorde de 158 mil toneladas (+7,8%). As exportações de carne suína também bateram recorde, com aumento de 51,2% no volume exportado, alcançando 108 mil toneladas equivalentes a US$ 260 milhões (+57,4%). 



Website: http://vmxagro.com.br/
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Informações indisponíveis

0