16/07/2021 às 18h54min - Atualizada em 17/07/2021 às 00h00min

'Melzinho do amor': Operação prende em SC suspeito de vender produto ilegalmente pela internet

Foram apreendidas pela polícia duas caixas da mercadoria, que foram encaminhadas ao IGP para análise.

Marcos Antonio
https://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/2021/07/16/melzinho-do-amor-operacao-prende-em-sc-suspeito-de-vender-produto-ilegalmente-pela-internet.ghtml

Foram apreendidas pela polícia duas caixas da mercadoria, que foram encaminhadas ao IGP para análise. Operação prende homem suspeito de vender ilegalmente o 'melzinho do amor' na Grande Florianópolis (SC)
Polícia Civil
A Polícia Civil prendeu em flagrante em Palhoça, na Grande Florianópolis, nesta sexta-feira (16) um jovem de 24 anos suspeito de vender o produto conhecido como "melzinho do amor".
Além da prisão, houve o cumprimento de três mandados de busca e apreensão realizado em uma casa em Florianópolis e em outras duas em Palhoça.
Foram apreendidas duas caixas do produto, que foram encaminhadas ao Instituto Geral de Perícias (IGP) para análise.
A comercialização, distribuição, fabricação, importação, propaganda e uso do produto são proibidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).
O jovem já era investigado e, além de ser preso, foi indiciado pelo crime em flagrante. A investigação é da 1ª Delegacia de Polícia da Capital e faz parte da Operação "Melzinho do Amor".
'Melzinho do amor': Vigilância Sanitária apreende 130 unidades do produto vendidas de forma irregular em Lages
'Melzinho do amor' entrou no radar do Procon, da Vigilância Sanitária e do MPSC
Reprodução/ NSC TV
"Melzinho do amor"
Tema de músicas e vendido com facilidade pela internet, o "melzinho do amor" entrou no radar do Procon e da Vigilância Sanitária de Santa Catarina. O produto, que é anunciado como estimulante sexual e que teria substâncias naturais na composição, tem a comercialização proibida pela Anvisa, mas é vendido livremente no estado.
'Melzinho do amor': o que se sabe até agora do produto vendido na internet e proibido pela Anvisa
Notificação às empresas
O Procon notificou cinco empresas que vendiam a substância e determinou a retirada de anúncios que comercializavam o produto na internet. A ação aconteceu após denúncia feita em reportagem da NSC e da NSC TV, exibida em 17 de junho.
Segundo o Procon, todos os sites retiraram os anúncios do produto do ar. Uma das páginas removeu 14.252 mil propagandas relacionadas ao "melzinho do amor" no dia 28 de junho.
Procon/SC notificou cinco plataformas de e-commerce façam a retirada dos anúncios do "melzinho do amor"
Reprodução/ NSC TV
O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) instaurou uma notícia de fato, procedimento para dar início à investigação, e solicitou informações sobre a comercialização do produto. O procedimento continua em andamento.
A Anvisa afirma que as investigações por parte do órgão tiveram início após denúncias da comercialização do produto por meio de plataforma eletrônica e de reportagens que noticiavam a venda ilegal. No mês de maio, foi instaurado um  dossiê de investigação sanitária.
O órgão informou ainda que as ações de fiscalização serão aplicadas a todos os estabelecimentos físicos ou veículos de comunicação, inclusive eletrônicos, que comercializem ou divulguem os produtos em questão.
VÍDEOS mais assistidos do G1 SC nos últimos dias
Veja mais notícias do estado no G1 SC.

Fonte: https://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/2021/07/16/melzinho-do-amor-operacao-prende-em-sc-suspeito-de-vender-produto-ilegalmente-pela-internet.ghtml
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Informações indisponíveis

0