19/07/2021 às 16h35min - Atualizada em 20/07/2021 às 00h00min

Cenário otimista: pesquisa aponta que empresários acreditam na recuperação econômica e garantidora prova que sim

Fianza é responsável por centenas de recuperações que visam preservar o capital da empresa para enfrentar a crise

SALA DA NOTÍCIA Miriam Temperani
Ceo Fianza Caução S.A
Uma pesquisa feita pelo Bank of América com gestores de recursos demonstrou expectativa positiva em relação ao desempenho da economia brasileira nos próximos meses. Mais de 75% dos entrevistados acreditam que o Ibovespa deve fechar o ano acima dos 130 mil pontos contra 42% da última pesquisa. Esse levantamento só mostra que, com o avanço da vacinação e num cenário de retomada econômica é possível que o país feche o ano com um considerável aumento do PIB. 

A Fianza busca nesse cenário trazer mais otimismo e fôlego para os empresários que passam por momentos difíceis. A recuperação fiduciária se firma como uma alternativa legal e viável para quem não quer abrir mão do trabalho de uma vida. “Somos especializados em fianças e garantias empresariais para diversos segmentos e diante da pandemia e da negativa de alguns bancos e seguradoras, oferecemos alternativas ao mercado, objetivando o respaldo a empresários que, como nós, acreditam na retomada econômica. Tanto que esperamos o crescimento de cerca de 30% nos pedidos de carta fiança agora para o segundo semestre”, explica Lucio Caversan, CEO da Fianza Caução S.A. 

Os clientes que se utilizaram do recurso, afirmam que a operação foi essencial para a continuidade dos negócios. “Nesse momento de crise é importante ter um fluxo de caixa forte para superar a escassez, quando precisaríamos desembolsar recursos próprios para discutir na justiça uma pendência pensamos que este era o momento de utilizar a carta fiança. Temos o objetivo social como principal meta da empresa e poder contar com esse serviço em comprometer as nossas reservas ou o fluxo de caixa neste cenário de crise deu fôlego para sairmos dessa inda mais forte, num cenário mais saudável e com vantagem competitiva”, conta Rodrigo Monteiro, CEO da Reciclentulho, cliente da garantidora. 

Outro empresário que se sentiu seguro ao optar pela operação foi Antônio Gomes, diretor da ADG Transportes. “A garantia aduaneira ajudou a empresa a não dispor do fluxo de caixa e do capital de giro para garantir o pagamento dos impostos suspensos de suas operações alfandegárias. Já utilizo a fiança há alguns anos e continuarei a utilizar, por que não há nenhum outro produto que possa substituir com tanta agilidade e preço. Com certeza nesse momento de instabilidade econômica é uma alternativa mais viável”, conclui.




 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Informações indisponíveis

0