30/07/2021 às 09h55min - Atualizada em 02/08/2021 às 00h00min

Preenchimento de pontas pode ser um aliado durante o tratamento de eflúvio telógeno

Disfunções hormonais, estresse e até infecções virais como a Covid-19 causam o eflúvio telógeno. O preenchimento de pontas pode ser um forte aliado durante a recuperação dos cabelos.

SALA DA NOTÍCIA Boost Marketing & Assessoria de Imprensa
Renata Pacheco Hair Clinic

Divulgação - Renata Pacheco
O eflúvio telógeno acomete pessoas que se expõem ao estresse muito alto, alguma disfunção no organismo, em decorrência, por exemplo, das mudanças hormonais pós parto, entre diversas outras razões que podem contribuir para o surgimento da doença.

Infecções virais também são uma causa muito comum que dão surgimento ao eflúvio telógeno, que nada mais é do que a queda desenfreada do cabelo, seja ao lavar, pentear ou simplesmente manusear os cabelos.

Renata Pacheco, empresária do ramo capilar, considerada uma das mais respeitadas no segmento no Brasil, conta que tem recebido queixas de diversas clientes que, após contraírem a Covid19, sofreram diversas complicações posteriores, sendo a queda de cabelos uma das complicações mais frequentes de que ouviu relatos.

Segundo a especialista, nosso cabelo tem 3 fases: anágena (fio em crescimento), catágena (fio maduro ainda no folículo) e telógena (fio em queda já destacado do folículo). Portanto, concluímos que a queda do cabelo, quando respeitada essa ordem, pode ser considerada normal. É como se houvesse uma “troca” dos cabelos por fios mais novos e mais fortes.

O eflúvio telógeno é caracterizado quando o cabelo “pula” as duas fases anteriores, e vai direto para a queda dos fios.

Esta doença, no entanto, não acomete apenas pessoas que contraíram Covid19, como mencionamos anteriormente, e há tempos a empresária Renata Pacheco atende mulheres que sofrem com a queda dos cabelos e a procuram para o procedimento conhecido como “preenchimento de pontas”.

O preenchimento de pontas, segundo a empresária, é procurado inclusive por mulheres que tenham cabelos longos, mas não possuem o tão sonhado volume. A técnica consiste na aplicação de alongamento nas pontas dos cabelos, gerando a harmonia desejada entre a parte superior e inferior dos cabelos.

“O preenchimento de pontas cria uma harmonia, deixando a parte de baixo igualada à parte de cima” – explica Renata Pacheco, esclarecendo que o procedimento não visa alongar o comprimento dos cabelos, mas sim o volume.

Seja em decorrência da Covid19 ou pela doença crônica, o eflúvio telógeno tem tratamento e, embora seja, na maioria das vezes, de longa duração, a paciente não precisa se sentir insatisfeita com seus cabelos durante o processo de tratamento, já que pode contar com o preenchimento de pontas enquanto trata a raiz do problema.
 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp