Tv

Luciano Hang tem alta hospitalar em SP após contrair Covid-19

Por Marcos Antonio em 21/01/2021 às 11:34:38
Em live feita no hospital nesta quarta-feira (20), ele disse que estava bem e assintomático. Apoiador de Bolsonaro, ele voltou a defender o uso de hidroxicloroquina e ivermectina, medicamentos sem eficácia científica comprovada contra o coronavírus. Hang recebeu alta na noite desta quarta (20). Foto de arquivo de 06 de setembro de 2019 do empresário bolsonarista Luciano Hang, de 58 anos, dono da rede de lojas Havan, que testou positivo para a covid-19 e está internado em um hospital da Prevent Sênior na capital paulista. A mulher dele também testou positivo e está internada no mesmo local.

DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDO

O empresário Luciano Hang, de 58 anos, dono da rede de lojas varejistas Havan, recebeu alta na quarta-feira (20) e deixou o Hospital Sancta Maggiore, da rede Prevent Sênior, onde foi internado em São Paulo para tratamento de Covid-19.

Hang comunicou a alta em uma rede social na noite de quarta-feira (20). "Acabei de receber alta, grac?as a Deus. Parabenizo e agradec?o toda equipe da @preventsenior que atendeu a mim, minha ma?e e esposa com excele?ncia. Fiz uma live mais cedo onde compartilhei a minha experie?ncia com Covid. A vida e uma so e temos que lutar com todas as forc?as para preservá-la. Prefiro pecar pelo excesso do que errar sem ao menos tentar. Hoje o sentimento e de gratida?o. Obrigado a todos pelas mensagens de carinho. Voce?s me emocionam! Minha ma?e segue internada e melhorando a cada dia, rezem por ela ???????? Fiquem bem e se cuidem. Um grande abrac?o!", escreveu.

Em live feita no Instagram nesta quarta-feira (20), Hang afirmou que estava bem e assintomático, e que só descobriu a doença após fazer um teste quando sua mãe também foi diagnosticada com a Covid-19.

Regina Modesti Hang, de 82 anos, segue na UTI. Também permanece internada a mulher do empresário, Andrea Hang.

"Desde o dia 31 de dezembro estou com a minha mãe no hospital. Ela chegou a ficar com 95% do pulmão comprometido. A minha mulher também testou positivo e eu, dez dias atrás, também resolvi fazer o teste e descobri que estava assintomático. [...] Apesar de estar assintomático, eu fiz o teste e tinha a presença do vírus no pulmão. Resolvi ficar no hospital para fazer o tratamento que eu acredito, preventivo e precoce", disse Hang nesta quarta (20).

Na transmissão, ele afirmou deveria deixar o hospital ainda na quarta, mas não voltaria para a cidade de Brusque, em Santa Catarina, onde vive com a família, sem a mãe, que permanecerá internada, apesar de ter apresentado melhora no quadro clínico.

Apoiador do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Hang costuma contestar o isolamento social e usar as redes sociais para defender uso de hidroxicloroquina. O medicamento não tem eficácia científica comprovada na prevenção ou tratamento da doença causada pelo coronavírus.

O empresário Luciano Hang em live nesta quarta-feira (20).

Reprodução/Instagram

Nesta quarta, ele voltou a defender o uso de medicamentos que não têm eficácia comprovada. No entanto, Hang disse também acreditar na vacina - medida que, de fato, pode prevenir o contágio pelo coronavírus, segundo os cientistas.

"Acredito na vacina, mas também no tratamento precoce. Prefiro pecar pelo acesso a não fazer nada. Vou fazer todos os tratamentos que tiverem disponíveis", afirmou.

Infectologista relata complicações em pacientes por uso de medicamentos em 'tratamento precoce' contra Covid-19

Em julho do ano passado, Hang teve o cadastro aprovado para recebimento do auxílio emergencial de R$ 600. O caso veio à tona após dados do empresário terem sido vazados por supostos hackers. Embora o cadastro tenha sido aprovado, Hang afirmou em post em rede social que não recebeu o benefício.

O empresário Luciano Hang fala sobre a Covid-19 em live no Instagram gravada do hospital.

Reprodução/Instagram

VÍDEOS: Tudo sobre São Paulo e Região Metropolitana

Fonte: G1 SC

Comunicar erro

Comentários