19/08/2021 às 13h51min - Atualizada em 20/08/2021 às 00h00min

99,65% dos Trabalhadores Portuários Avulsos do Porto de Paranaguá receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19

Comprometido em garantir a proteção à saúde dos trabalhadores portuários avulsos, o OGMO/Paranaguá promoveu campanhas de conscientização e exigiu dos trabalhadores o comprovante de vacinação

SALA DA NOTÍCIA Caroline Rodrigues
www.ogmoprgua.com.br

CURITIBA, 19/08/2021 – De acordo com dados da Prefeitura Municipal de Paranaguá, 11.030 profissionais atuantes no Porto receberam a primeira dose da vacina e 7.184 tomaram também a segunda dose. Reconhecida como atividade essencial, o trabalho portuário ganhou prioridade nos calendários de vacinação em todo o país, porém, com a junção de esforços entre o Governo Federal, Estadual, Municipal, Portos do Paraná, e todas as entidades do setor portuário, houve a antecipação desse grupo, possibilitando o início da imunização em maio de 2021.
Durante a pandemia, o OGMO/PARANAGUÁ seguiu trabalhando para promover todas as medidas de saúde e segurança para impedir o avanço do vírus da Covid-19 e contribuir para o bom funcionamento do Porto da forma mais segura possível. No âmbito dos trabalhadores portuários avulsos, até o dia 12 de agosto, o OGMO/PARANAGUÁ registrou 184 casos de Covid-19 entre os TPAs. Destes, 08 resultaram em óbito e 176 já estão recuperados. Entre os colaboradores da entidade, foram 18 casos confirmados, sendo 01 óbito e 17 recuperados. “A logística de insumos é fundamental para o funcionamento de todo o país. O Porto, como porta de entrada para esses insumos, pode ser também um canal de transmissão. Por isso, seguimos focados em campanhas de conscientização sobre a importância da imunização dos nossos trabalhadores, priorizando o coletivo em detrimento do individual.  ”, explica Shana Carolina Colaço Bertol, Diretora Executiva do OGMO. 
Assim que os primeiros lotes do imunizante contra COVID-19 destinados aos portuários  foram distribuídos , a entidade promoveu campanhas sobre a importância da vacinação e exigiu dos trabalhadores a comprovação da imunização, sob pena de afastamento das escalas de trabalho, com base em precedentes do STF, Guia Técnico do MPT e Lei 13.979-2020, que entendem pela proteção do coletivo em face do individual e a possibilidade de punição. O resultado das medidas adotadas pelo OGMO/PARANAGUÁ está sendo um sucesso. Até o momento, 99,65% dos Trabalhadores Portuários Avulsos e 100% dos colaboradores tomaram a primeira dose da vacina. Já a segunda dose foi aplicada em 36,27% dos TPAs e 46% dos colaboradores. 
“Parabenizamos todos os trabalhadores portuários pelo comprometimento com a atividade portuária desde o início da pandemia, pois seguiram trabalhando em meio a tantas incertezas e inseguranças, e agora são um exemplo para país quanto a consciência da imunização contra COVID-19”, E agora convocamos os TPA’s para tomarem o reforço da vacina sem deixar a prevenção de lado, seguindo com a nossas regras de ouro da obrigatoriedade do uso de máscara, utilização do álcool gel 70% fornecido pelo órgão e o distanciamento”, completa a Diretora Executiva do OGMO.
Completando 3 meses do início da vacinação, a adesão dos Trabalhadores Portuários Avulsos ao reforço do imunizante, que garante maior proteção e evita casos graves da doença, é crucial para o andamento seguro do trabalho no Porto e para a toda a sociedade, já que os insumos recebidos abastecem todo o país. “Nós trabalhamos em contato com pessoas de inúmeras nacionalidades o tempo todo. Entramos e saímos de navios que viajam o mundo inteiro estando expostos a possíveis contaminações. Quem ainda não se vacinou precisa procurar os postos. Tomar a vacina é uma forma de proteger a nós mesmos e a nossa cidade”, afirma o trabalhador portuário avulso pertencente à atividade de estivador, João de Oliveira Alves. “A vacinação trouxe muita segurança para nós e, principalmente, tranquilidade para os nossos familiares. Agradecemos ao Governo do Estado e a Prefeitura de Paranaguá, além dos demais órgãos envolvidos, por não medirem esforços para imunizar os trabalhadores do Porto”, diz Eliel Teodoro dos Santos, arrumador no Porto de Paranaguá.
Desde que o Município de Paranaguá antecipou o calendário da segunda dose, o OGMO/PARANAGUÁ vem promovendo campanhas pela importância da imunização completa e convocando os TPA’s para se vacinarem e entregarem os comprovantes na entidade. O secretário do trabalho e assuntos sindicais do município de Paranaguá, João Lozano, também ressaltou a relevância das campanhas de vacinação. “O OGMO e a prefeitura municipal estão empenhados em promover campanhas de imunização de todos os trabalhadores da faixa portuária. E essa cobrança é crucial para que a gente consiga mitigar de fato os casos graves da doença, pois é uma preocupação constante para nós que os TPAs estejam seguros e trabalhem com tranquilidade. Para mim, é de suma importância o trabalho da OGMO em reforçar os avisos de vacinação e convocar todos a completarem a imunização, assim como foi feito na primeira dose”, detalha Lozano.

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp