Tv

Moradores afetados pela chuva em SC contam prejuízos causados por alagamentos e deslizamentos

Por Marcos Antonio em 22/01/2021 às 08:46:38
A chuva causou estragos em ao menos 17 municípios catarinenses. No Vale do Itajaí, 14 pessoas ficaram desabrigadas. Chuva provoca transtornos em Santa Catarina desde domingo (17). Imagem mostra morador de Timbó usando caiaque em rua alagada

Luiz Sousa/NSCTV

A chuva dos últimos dias em Santa Catarina continua provocando estragos em diversas cidades. Segundo a Defesa Civil estadual e prefeituras, desde domingo (17) ao menos 17 cidades registraram prejuízos após deslizamentos, quedas de árvores e bloqueios de vias. Nesta sexta-feira (22), o risco de desastres no estado permanece alto, já que a previsão de tempo indica condições para instabilidade. Até o momento, não há ocorrência envolvendo feridos ou mortos.

Em Rio dos Cedros, uma família com três pessoas precisou deixar a residência momentaneamente por risco de deslizamento de terra na noite de quarta-feira (20). Em Timbó, no Vale do Itajaí, 14 pessoas ficaram desabrigadas durante a quinta-feira (21).

A prefeitura abriu dois abrigos para as famílias guardarem móveis e objetos. Para os desabrigados, o município enviou os moradores a uma escola na cidade. Outras pessoas atingidas foram para casa de amigos ou parentes.

FOTOS: chuva provoca alagamentos e deslizamentos de terra em SC

Casa é destruída por deslizamento e aumento do nível de rios preocupa moradores

Chuva causa deslizamentos de terra, queda de estruturas e prejuízos em SC

Chuva deixou ruas alagadas em Timbó na quinta-feira

Luiz Sousa/ NSC TV

Apesar da chuva dos últimos dias, foi na manhã de quinta que a diarista Meire Silva viu a água do Rio Benedito, que corta a cidade, entrar rapidamente na residência que mora. Sem conseguir tirar todos os móveis, ela precisou deixar o local e recebeu ajuda de amigos.

"Perdi um monte de coisa, tem um monte de coisas dentro de casa. O que eu pude tirar estou tirando e estou indo embora. Estou indo na casa de amigos meus, que estão me abrigando, estão me dando um lugar pra mim colocar as minhas coisas. Aí não sei se daqui uma semana ou alguns dias eu puder voltar, porque eu não tenho para onde ir", contou.

Ruas e casas atingidas pela chuva em Timbó na tarde de quinta-feira

Luiz Sousa/ NSC TV

Cidades atingidas de 17 a 21 de janeiro

Pescaria Brava: deslizamento de pequena encosta, derrubando muro no entorno de residência;

Bom Retiro: quedas de barreiras e danificando bueiro;

Imbituba: oito residências alagadas;

Ilhota: bairros do município atingidos;

Rodeio: queda de muro, deslizamento de terra, alagamentos;

Brusque: ocorrências relacionadas às chuvas;

Apiúna: quedas de barreiras e árvores;

Papanduva: quatro casas foram invadidas pela água;

Itaiópolis: alagamentos, com desmoronamento de muros e comprometimento de moradias;

Benedito Novo: transbordamento na calha do Rio Benedito, deslizamento de terras;

São João do Itaperiú: alagamentos em ruas urbanas e rurais do município;

Balneário Piçarras: deslizamentos, alagamentos enchente;

Jaraguá do Sul: deslizamento de terra e quedas de árvores;

Rio dos Cedros: uma família desalojada;

Timbó: alagamentos e 14 desabrigados;

Florianópolis: deslizamento de terra e alagamentos;

São José: queda de árvores e alagamentos.

Chuva causa alagamentos em municípios de Santa Catarina

Morador de Florianópolis auxiliou na limpeza

Morador de Florianópolis ajudou Defesa Civil a limpar rua onde mora após deslizamento de terra

Vanderlei Lopes/Arquivo Pessoal

Além do Vale do Itajaí, cidades do Norte catarinense e Grande Florianópolis foram atingidas pela chuva. Em Florianópolis, o professor de educação física Vanderlei Lopes, de 43 anos, ajudou na limpeza da rua onde mora. Na quinta, um deslizamento de terra bloqueou a entrada para bairro Lagoinha. A atitude fez diferença na manhã chuvosa em que a Defesa Civil foi acionada em diversos bairros da Capital.

A chuva provocou alagamentos e deslizamentos em vários bairros. Em frente da casa de Lopes, na Estrada Jornalista Jaime de Arruda Ramos, o trânsito foi bloqueado nos dois sentidos por algumas horas. Terra e vegetação desceram da encosta assustando a comunidade.

"Toda a pessoa de bem acho que tem isso de ajudar o máximo possível, ainda mais hoje que com a chuva e a prefeitura e a Defesa Civil estão abarrotados de coisas. A gente tenta ajudar o máximo possível", contou.

A prefeitura também utilizou uma retroescavadeira para retirar o entulho. O local foi monitorado, já que a previsão de chuva permanece na região até esta sexta.

Segundo Luiz Eduardo Machado, chefe da Defesa Civil do município, no terreno ao lado de onde ocorreu o deslizamento uma piscina que estava transbordando foi interditada e o dono do local foi orientado a esvaziá-la. A grande quantidade de água também estava sendo jogada para a estrada.

"Nós já estamos com o solo bastante saturado, então voltamos as atenções para as áreas de deslizamento. Então orientamos a população que mora nessas encostas que, se observar poças inclinadas, árvores inclinadas, movimentação de solo, procure local seguro", disse.

Grande Florianópolis e regiões Norte e Sul registraram alagamentos e deslizamentos

VÍDEOS: Veja os destaques do G1 SC no BDSC

Veja outras notícias do estado no G1 SC

Fonte: G1 SC

Comunicar erro

Comentários