14/09/2021 às 11h22min - Atualizada em 15/09/2021 às 00h00min

Diretora Pedagógica do Colégio Brasil Canadá explica como está sendo realizada a readaptação dos alunos às aulas presenciais

Colégio segue protocolos sanitários e mantém atenção redobrada com estudantes mais jovens

SALA DA NOTÍCIA xxxxx
www.brasilcanada.com.br
divulgação
Desde o ano passado, a pandemia do novo coronarívus mudou a rotina de milhões de pessoas no mundo inteiro. Um dos setores mais atingidos foi o da educação. Alunos de diversas faixas etárias não puderam mais frequentar suas escolas, e o ensino remoto se tornou uma realidade no país. Com o retorno gradual às atividades presenciais, as escolas tiveram que se preparar para a readaptação dos alunos a uma realidade cercada por diversos cuidados. No Colégio Brasil Canadá a retomada tem sido tranquila. “Os alunos pareciam estar com saudade da convivência no ambiente escolar, mas algumas atitudes procedimentais precisaram ser retomadas”, revela a diretora pedagógica do colégio, Bruna Elias.

Seguindo todos os protocolos sanitários, o Colégio Brasil Canadá mantém uma atenção redobrada com os mais novos. “Com os alunos da Educação Infantil precisamos relembrar alguns cuidados constantemente, principalmente quando estão mais envolvidos em brincadeiras”, informa Bruna.
 
O lado psicológico das crianças também não foi esquecido. “As questões de convívio social estão mais “latentes” entre as crianças e a diversidade do ambiente escolar traz a necessidade de se manter um trabalho socioemocional constante entre todas as turmas”, complementa a diretora pedagógica.
 
Para Bruna, o maior desafio é manter o distanciamento social nos momentos recreativos. “De forma geral não tivemos grande dificuldade em cumprir os protocolos com as crianças. Eles se adaptam muito rapidamente às mudanças”.

Bruna Elias acredita que, com a pandemia, o valor das questões cotidianas passou a ser o principal aprendizado de todos, inclusive de crianças e adolescentes. “Poder conviver no ambiente escolar com pessoas diferentes do ciclo familiar, ir a um parque ou mesmo a casa de um amigo passou a ser “uma conquista” para todos”, conclui. 
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Informações indisponíveis

0