03/11/2015 às 06h32min - Atualizada em 03/11/2015 às 06h32min

Curitibanense ganha liminar para "cura do câncer"

Franciele Gasparini

Nas últimas semanas, um suposto medicamento contra o câncer está dando o que falar no país. A fosfoetanolamina passou a ser tratada recentemente como a "cura para o câncer", despertando esperança em pacientes e desconfiança em cientistas e médicos, devido à falta de estudos clínicos que comprovem sua eficácia.

Com a repercussão, a USP está sendo obrigada a produzir a substância por liminares emitidas pela Justiça. Uma dessas liminares é da curitibanense Beatriz Amaral.

Conforme Daliane Khristine, filha de Beatriz, a doença da mãe iniciou nos pulmões, mas evoluiu para tumores no cérebro e metástase. Agora, a família aguarda, ansiosa, a chegada dos 60 comprimidos de fosfoetanolamina concedidos através de liminar. Beatriz será a terceira catarinense a iniciar o tratamento com a nova substância.

Em Curitibanos, quem também está apoiando a liberação da substância é o vereador Marcio Poletto. No dia 22, ele propôs, na Câmara de Vereadores de Curitibanos, uma moção de apelo a fim de que a Anvisa libere os testes clínicos das cápsulas de fosfoetanolamina em seres humanos e para que o Estado libere a estrutura da saúde e dos hospitais universitários para testes clínicos e firme termo de cooperação com a Universidade de São Paulo (USP) para produzir a fosfoetanolamina em Santa Catarina, facilitando o acesso da população ao medicamento.

Fonte:Jornal Asemana 

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp