04/10/2021 às 21h36min - Atualizada em 04/10/2021 às 21h36min

Corpo é achado com correntes, cabo de aço, fita na cabeça e pedra nos pés em SC

Cadáver foi localizado às margens do rio Canoas entre os municípios de Bom Retiro e Urubici na Serra Catarinense; a Polícia Civil investiga o caso

Marcos Antonio - Marcos Imprensa
NDMAIS
Corpo foi encontrado boiando às margens do rio Canoas. – Foto: Reprodução/Internet/ND
O corpo de um homem em estado de decomposição foi encontrado boiando às margens do rio Canoas, no Distrito de Canoas, no limite entre os municípios de Urubici e Bom Retiro, na Serra Catarinense. O cadáver foi localizado no domingo (3) por um morador da região que acionou a PM (Polícia Militar).

De acordo com o cabo da PM, José Luiz Machado, um morador foi até a base da Polícia Militar de Bom Retiro e informou que havia encontrado um possível corpo boiando no rio.

No local os policiais constataram que o corpo estava enrolado em um edredom com uma tela, uma corrente e um cabo de aço em volta. Uma pedra estava amarrada nas pernas e a cabeça estava enrolada em uma fita da testa até o queixo.  “Também tinha um celular submerso e não havia documentos de identificação. No corpo não haviam marcas visíveis de perfuração”, informou o cabo.  Polícia Civil investiga o caso O caso está sendo investigado pela Delegacia da PC (Polícia Civil) de Bom Retiro. Segundo o delegado Frederico Cezar de Melo e Silva, as investigações já iniciaram com o levantamento de possíveis desaparecidos na região nos últimos dias. Porém, ainda é preciso aguardar o exame cadavérico para a identificação da vítima.


Além disso, o delegado explica que com a identificação também será possível levantar outros elementos da vida da vítima para descobrir o que pode ter ocasionado a morte.  “Ainda não podemos afirmar muita coisa, mas existe a possibilidade de que tenha sido uma execução.

Estamos investigando para levantar elementos indicativos do tipo de crime que foi realizado e também do local que teria ocorrido”, acrescenta.  O delegado informou que o corpo está no IML (Instituto Médico Legal) onde passará por exames, entre eles papiloscópico e de DNA.Além disso, o delegado explica que com a identificação também será possível levantar outros elementos da vida da vítima para descobrir o que pode ter ocasionado a morte. 

“Ainda não podemos afirmar muita coisa, mas existe a possibilidade de que tenha sido uma execução. Estamos investigando para levantar elementos indicativos do tipo de crime que foi realizado e também do local que teria ocorrido”, acrescenta.  O delegado informou que o corpo está no IML (Instituto Médico Legal) onde passará por exames, entre eles papiloscópico e de DNA.



 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Informações indisponíveis

0