01/12/2015 às 21h08min - Atualizada em 01/12/2015 às 21h08min

Atenção contra golpes de dinheiro fácil

Golpes são registrados todas as semanas na Comarca de Curitibanos

Diante da chegada da época de maior movimentação financeira nas cidades, com compras de Natal e 13º salário, as autoridades policiais passam orientações para que as pessoas não caiam em golpes já conhecidos, mas que continuam fazendo vítimas. Nas últimas semanas, os registros têm sido frequentes na Comarca de Curitibanos.

 
Por isso, o delegado Fabiano Rizzatti Toniazzo alerta que as pessoas tomem todas as precauções para evitar fraudes. Entre os principais cuidados, ele ressalta o de não passar informações pessoais a desconhecidos, seja pessoalmente, por e-mail ou telefone. "Muitas vezes, o golpista liga para a pessoa, que vai passando informações e nomes sem perceber, às vezes, até pensando que está falando com algum conhecido, mas, dias depois, recebe ligação com ameaças, com o bandido dizendo estar com algum familiar, tentando extorquir a vítima", exemplifica.
Entre os golpes mais comuns, o delegado destaca os recebidos via mensagem no celular, onde dizem que a vítima ganhou um carro, casa ou premiação em dinheiro, pedindo para que retorne para tal número, compre recargas de celular ou até mesmo faça depósitos para que o prêmio seja entregue em seguida. Toniazzo ressalta que empresas, instituições ou marcas não enviam esse tipo de mensagens e que promessas de dinheiro fácil não passam de ilusão.
Outro golpe comum, que ainda faz muitas vítimas e que é realizado pessoalmente ou por telefone, é o da pessoa que se passa por parente distante ou amigo da família. Fabiano explica que o golpista apresenta-se como conhecido e, durante a conversa, vai envolvendo a vítima, dizendo que está passando por alguma dificuldade, como um acidente de carro ou doença, e que precisa de ajuda financeira para resolver seu problema imediato, com a promessa de que logo vai devolver o empréstimo. Depois de o depósito feito, a vítima nunca mais tem notícias da pessoa ou consegue algum tipo de contato.
Entre os golpes praticados pessoalmente, o do bilhete premiado ainda faz o maior número de vítimas, que acreditam estar levando vantagem pagando certa quantia por um bilhete premiado, mas que, na verdade, não tem valor algum. Nesse golpe, Toniazzo explica que o golpista, geralmente, é uma pessoa bem afeiçoada, trabalha em grupo, tem uma conversa convincente e consegue prender a atenção da vítima, fazendo-a acreditar que sairá na vantagem.
Para não correr o risco de cair em alguma conversa mentirosa, o delegado aconselha que as pessoas tomem cuidado com abordagem de pessoas estranhas na rua, evitem manter conversa com desconhecidos em lugar sem movimentação, jamais entrem em carro ou aceitem sair com pessoas desconhecidas e, caso percebam que estão sendo vítimas de um golpe, devem tentar chamar a atenção de outras pessoas ou direcionar o golpista para um local onde haja segurança, chamando a Polícia na primeira oportunidade.
O delegado destaca que, hoje, é muito fácil conseguir informações sobre uma pessoa, como telefone, nome completo, endereço, dando armamento para que bandidos usem esses dados para praticar golpes. A orientação da Polícia Civil é que todos que tenham passado por um golpe, façam o registro do Boletim de Ocorrência, para que a investigação possa agir e finalizar com essa prática. "Ninguém está livre de cair em um golpe, mas tem de estar atento", finaliza o delegado. 

Forte;Jornal Asemana
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp