07/10/2021 às 16h10min - Atualizada em 08/10/2021 às 00h00min

Cosméticos naturais são melhor opção para pacientes em tratamento oncológico

Produtos de higiene e beleza elaborados de maneira natural são mais saudáveis e diminuem riscos de alergia e irritações comuns durante o tratamento

SALA DA NOTÍCIA Bruno Camargo
Os cuidados com a saúde durante tratamento oncológico se tornam ainda mais minuciosos. Com uma diminuição da imunidade, é importante estar atento a uma dieta mais cuidadosa, por exemplo. Outra atenção pouco discutida é sobre o uso de cosméticos e produtos de higiene, muitas vezes produzidos com elementos químicos que podem desenvolver alergias e irritações durante este período mais frágil do paciente.

“As pessoas em tratamento oncológico geralmente estão imunossuprimidas, seja pelas medicações de quimioterapia ou pela própria neoplasia”, comenta a dermatologista integrativa e natural Vanessa Ottoboni. “Além disso, a própria constituição da pele pode estar alterada, com alteração na barreira de proteção da pele, como ressecamento e fragilidade. Tudo isso predispõe aos processos irritativos e alérgicos, que podem ser causados por cosméticos e produtos de higiene inadequados”, explica.

O tratamento com radioterapia pode gerar ressecamento da pele, até mesmo atingir um quadro de inflamação chamado radiotermite. Nesses casos, é importante ter acompanhamento também de um dermatologista, em contato com o oncologista para aliar os tratamentos. Apesar de não existirem tantos estudos que documentem o potencial de toxicidade de cosméticos, há um movimento de profissionais atentos a essas questões, alinhados ao chamado Clean Beauty. “São profissionais que acreditam que alguns ingredientes e ativos são bioacumulativos e podem ter efeitos de toxicidade a médio e longo prazo, desde os metais pesados como chumbo e alumínio até conservantes como parabeno, petrolatos, ftalatos e outros”, afirma Vanessa.

Hidratação

Para evitar o ressecamento da pele e até mesmo diminuir o risco de radiotermite é importante manter a hidratação. “No caso de ressecamento, o ideal é hidratar bastante a pele com ativos emolientes como glicerina vegetal, pantenol, ácido hialurônico. Os óleos e manteigas vegetais puros podem complementar por seu efeito nutritivo e antioxidante”, a dermatologista pontua. “Ativos calmantes como aloe vera, calêndula e camomila também são ótimas opções para enriquecer as fórmulas”. Vanessa ainda atenta para a “hidratação de dentro para fora”: beber água e manter uma dieta equilibrada e rica.

Atenção às fórmulas

A atenção aos rótulos de produtos de higiene e cosméticos é sempre importante, e merece uma precaução adicional para pacientes de tratamentos oncológicos. Evitar o desenvolvimento de eczemas e ressecamento da pele pode ser aliado ao cuidado em utilizar produtos naturais. “O paciente que utiliza cosméticos e produtos de higiene mais naturais tem menor chance de irritações na pele e de absorver mais ingredientes que possam também levar a outros problemas, como alterações hormonais (pois muitos ingredientes podem agir como disruptores endócrinos, mimetizando a produção e ação dos nossos hormônios naturais), problemas neurológicos e até neoplasias”, alerta a dermatologista.

Mariana Alves, sócia da Loja da Verdê (www.lojadaverde.com.br), teve essa preocupação quando fundou a empresa em 2019. A loja é dedicada a produtos eco friendly, veganos e naturais. “Por não confiar muito no que se vê nas prateleiras, entendemos que seria interessante ter uma loja para se comprar com confiança”, descreve. Um dos destaques do site é a descrição de cada item, que passa por desodorantes, cremes, hidratantes e esfoliantes, entre muitos outros. Além das composições dos produtos, há dicas de uso e informações coletadas pela própria Verdê, que faz curadoria de marcas veganas e cruelty free.

“É muito importante termos consciência do que utilizamos em nosso corpo, saber quais componentes estão presentes em itens cosméticos e de higiene e o que podem causar”, pontua Mariana. “Ainda mais em um momento delicado como tratamento oncológico, o autocuidado é muito especial e necessário. Facilitamos o acesso às informações dessas composições, auxiliando na tomada dessa consciência”.

Mesmo com o momento delicado de baixa imunidade, a dermatologista Vanessa Ottoboni destaca a relevância de não abandonar rituais de autocuidado. “Não é porque está passando por tratamento que a pessoa precisa parar todos os cosméticos e maquiagens. Sempre levanto a bandeira que a melhora da autoestima é importantíssima até para a resposta ao tratamento, mas com atenção para a escolha dos produtos ideais”, finaliza.

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Informações indisponíveis

0