09/01/2016 às 07h03min - Atualizada em 09/01/2016 às 07h03min

Curitibanos:Novo mínimo afeta economia de empresas na região

Foto: Arquivo/ASemana

Publicado no Diário Oficial da União no dia 30 de dezembro, o novo salário mínimo no país será de R$ 880, representando um reajuste de 11,6% em relação ao de 2014, com impacto de mais de R$ 30 bilhões nas contas do governo. O novo valor já está valendo é deverá ser aplicado a partir do pagamento dos salários em fevereiro.

O Ministério do Trabalho divulgou que se trata de um incremento de R$ 51,5 bilhões na renda dos trabalhadores. Em agosto, quando enviou a proposta de Orçamento de 2016 ao Congresso Nacional, o governo previa uma elevação do mínimo para R$ R$ 865,50. O valor foi alterado porque é atualizado com base nos parâmetros estabelecidos para sua correção - crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes e inflação do ano anterior medida pelo INPC, índice que reflete a alta de preços para famílias com renda entre um e cinco salários mínimos.

O presidente da Associação Empresarial de Curitibanos (Acic) Amarildo Niles explica que o valor ficou acima do esperado pelo setor empresarial, já que, geralmente, o aumento gira em torno de 8%. "Para não fechar seu comércio ou empresa, vemos muitos empresários optando por diminuir o quadro de funcionários", lamenta.

Ele avalia que esse é um momento de alerta para as empresas, já que a previsão é de estagnação da economia ao longo do ano. Por isso, ele orientou que os empresários tenham criatividade na hora de gerir os negócios, pois acredita que quem sobreviver a crise ficará mais forte para o momento seguinte. "Estamos passando, também, por uma crise ética e de credibilidade para o país, por isso, é fundamental que as empresas se mantenham, uma vez que os investimentos devem diminuir", afirmou.

Regional

Em Santa Catarina, ainda não há acordo sobre reajuste do salário mínimo regional em 2016. Os valores em vigor variam de R$ 908 a R$ 1.042, dependendo do setor.

Fonte:Jornal Asemna

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp