08/10/2021 às 15h40min - Atualizada em 10/10/2021 às 00h01min

Dia das Crianças | 3 Dicas para iniciar uma conta de investimentos para o futuro dos filhos

Beto Assad, consultor financeiro do Kinvo, dá dicas sobre como os pais podem iniciar uma carteira de investimento para as crianças

SALA DA NOTÍCIA Redação
https://kinvo.com.br/
Freepik

São Paulo, outubro de 2021 - O Dia das Crianças se aproxima e nesta época é comum a corrida dos pais às lojas de brinquedos para garantir a diversão dos pequenos pelas próximas semanas. Mas, diante de muitas incertezas e do cenário econômico do País, montar uma carteira de investimento para os pequenos pode ser  “um ótimo presente” para o seu filho iniciar a vida adulta no futuro. 

Muita gente ainda tem dúvidas em relação ao assunto. Afinal, muitas questões estão em jogo, principalmente ao se tratar do futuro de uma criança. Para Beto Assad, analista de ações e consultor financeiro do Kinvo, aplicativo que consolida investimentos de bancos e corretoras em um só lugar, começar um investimento para os filhos sempre é uma ótima opção. “É possível começar a montar uma carteira de investimentos com um valor muito baixo e, ao longo dos anos, juntar um valor considerável para pagar a faculdade, por exemplo. Muita gente pode discordar disso, vindo com aquele pensamento que o certo é ensinar a criança a pescar, e não dar o peixe pronto. Concordo com este pensamento, mas se programar para facilitar a vida da sua criança, principalmente se o foco for em sua educação, não vai de encontro a essa ideologia”, afirma o especialista. 

 

Aposte em investimentos de renda fixa 

Determinar o tipo de investimento é um passo fundamental para garantir um bom rendimento para o futuro da criança. Para Assad, os melhores investimentos para esses casos são os que possuem um nível de risco mais baixo, pois o foco principal não é enriquecer, mas sim levantar uma quantia razoável para que a criança possa começar a vida adulta. 

Seguindo essa linha de raciocínio, o especialista indica opções de renda fixa e que se defendam da inflação e que não exigem grandes aportes mensais. São os casos dos CDBs de prazo mais longo, Tesouro IPCA+, alguns investimentos pré fixados em momentos que seus prêmios disparam e até mesmo algumas modalidades de previdência privada, mas nunca a Poupança. Muita gente, por falta de informação, ainda aposta na Poupança como um “investimento seguro”, no entanto, não é a estratégia mais inteligente para guardar dinheiro, já que a sua rentabilidade não compensa a perda da inflação.

 

Cuidado ao investir na renda variável 

A renda variável também é uma possibilidade, porém, não é a solução mais aconselhável quando o foco é o futuro de uma criança. “Não é impeditivo que se coloque a carteira de sua criança em ações, fundos de investimentos ou criptomoedas. Se os pais têm o perfil mais arrojado, sugiro então manter estes investimentos em sua própria carteira. Isso facilita o controle e traz até um certo alívio emocional em períodos de estresse no mercado” explica o consultor financeiro .

 

Crie a conta de investimento no nome e CPF da Criança 

Quando os pais criam uma conta de investimento para os filhos, a conta deve ser aberta no nome e no CPF da criança. O objetivo de já fazer os investimentos direto no nome da criança é evitar que este valor não entre em inventário em caso de morte dos responsáveis. Vale destacar que a conta de investimento ficará sob responsabilidade dos seus responsáveis legais até ele ou ela completar 18 anos. Quando o filho atingir a maioridade, ele poderá movimentar os investimentos e utilizar o valor do investimento para uso pessoal, como fazer a faculdade ou pode optar por realizar novos investimentos. 

 

Além de garantir um valor para o jovem iniciar a carreira, o investimento também é uma forma de promover uma educação financeira para estimular uma relação saudável com o dinheiro desde a infância. “Começar a ensinar que a economia de parte do  dinheiro pode trazer muitos benefícios no futuro é algo que, ao meu ver, deve ser muito praticado em casa. Assim, quando o já adolescente tiver noção de que possui uma carteira de investimentos montada para ajudar a garantir o seu futuro, sua relação com o dinheiro provavelmente será mais responsável” conclui Beto.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Informações indisponíveis

0