21/10/2021 às 15h35min - Atualizada em 22/10/2021 às 00h00min

Com operações anuais bilionárias, SB Crédito investirá em fintechs

Com movimentações previstas de R$ 4,3 bilhões em 2021, empresa vai diversificar os negócios

SALA DA NOTÍCIA JOAO ALECIO MEM
https://sbcredito.com.br/
Fernando Dias

Com 22 anos de atuação, a paranaense SB Crédito tem bons motivos para comemorar. Em 2020 a empresa operou R$ 3,5 bilhões em crédito em todo país e pretende alcançar a marca de R$ 4,3 bilhões em 2021. Para isso, a companhia aposta na estratégia de fazer parcerias com fintechs, novatas que atuam em soluções financeiras, têm alto nível tecnológico, podem acelerar crescimento e escalar negócios.

E esse segmento está movimentado. Segundo levantamento feito pela Associação Brasileira de Private Equity e Venture Capital (ABVCAP) em parceria com a empresa de auditoria KPMG, os investimentos em startups movimentaram R$ 13,6 bilhões somente no segundo trimestre de 2021. Desses, 32,7% foram destinados às fintechs insurtechs, essas últimas focadas no cliente das seguradoras. A quantidade de startups que receberam aportes também é recorde: foram 226, ante 147 um ano atrás.

O estudo também revela que esse tipo de iniciativa impulsiona a democratização do mercado financeiro no país e impulsiona o acesso ao crédito para pessoas jurídicas e físicas.

Duani Reis, sócio e vice-presidente de SB Crédito, destaca a importância das fintechs neste processo. “Todas as empresas que possuem uma base de clientes com transações frequentes podem pensar em ser um banco ou oferecer serviços financeiros de crédito. Esse mercado está só começando.”

Negócios em ebulição

Exemplo recente aconteceu há poucos dias. Em 6 de outubro a SB Crédito vendeu ao Banco Modal sua plataforma de meios de pagamentos, a LiveOn Solutions. A startup que fazia serviços de infraestrutura tecnológica começará a atuar no segmento de Banking as a Service [banco como serviço] e vai ampliar significativamente o potencial de negócios.

Em 2021 a SB Crédito também já investiu no fundo Honey Island Capital, criado pelos fundadores do unicórnio Ebanx, que se prepara para começar seu terceiro ciclo de aportes em startups.

Com target de R$ 70 milhões, o fundo fará investimentos entre R$ 60 milhões e R$ 100 milhões. “Percebemos que somos smart money para empresas que têm interesse em gerar receita com operações de crédito ou que possuem sinergia com a nossa base de clientes,” complementa Reis.

Nos próximos 12 meses a SB Crédito pretende investir em até seis empresas diretamente, tendo como foco as fintechs já em fase operacional. As áreas de atuação desejadas englobam as BPOs financeiras, operações de crédito PJ, ERPs e Software as a Service, subadquirientes, birôs de dados e inteligência.

Sobre a SB Crédito

Com 22 anos de atuação em operações financeiras multissetoriais, a SB Crédito tem sólida experiência e já ajudou mais de 5 mil microempreendedores, pequenas, médias e grandes empresas de todos os segmentos no Brasil.

O negócio começou com capital exclusivo dos sócios e, desde 2010, recebe aplicações de investidores por meio de ofertas públicas.

A companhia deve fechar 2021 com movimentações de R$ 4,3 bilhões e tem Rating AA+ pela agência de classificação de risco Standard & Poor's, o que significa grau elevado de bom pagador.

Entre os serviços oferecidos pela SB Crédito estão a antecipação de recebíveis, crédito pessoal, para capital de giro, compra de matéria-prima, serviços de cobrança e venture capital.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Informações indisponíveis

0