Mercado BR

Forças de segurança cumprem 284 mandados para evitar expansão de grupo criminoso em SC

Por Marcos Antonio em 25/02/2021 às 08:18:22

O Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) e as forças de segurança de seis estados deflagraram na manhã desta quinta-feira (25) uma megaoperação contra um grupo criminoso que tentava expandir a área de atuação em Santa Catarina. Ao todo, são cumpridos 142 mandados de prisão e 142 de busca e apreensão em diversas partes do país. Até as 7h não havia balanço dos trabalhos.

De acordo com o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), investigações constataram que o grupo tinha como objetivo aumentar a atuação na região de fronteira entre Brasil e Argentina, envolvendo as cidades de São Miguel do Oeste, Chapecó e Dionísio Cerqueira, no Oeste catarinense.

Além disso, os suspeitos buscavam realizar ações na região de Joinville, no Norte, por conta da proximidade dos portos do estado e do Paraná.

O nome da facção criminosa não foi divulgado. Além de Santa Catarina, os agentes cumprem mandados de busca em São Paulo. Os outros estados onde há operação não foram repassados pelo Gaeco.

A operação foi batizada com o nome "Maserati". Cerca de 400 policiais civis, militares e rodoviários federais, além de servidores do Instituto Geral de Perícias (IGP) e Agentes do Departamento de Administração Prisional (Deap) participam da ação.

Polícia Civil mira grupo apontado por ordenar assaltos violentos em SC para trocar por drogas

Gaeco deflagra operações contra fraude em licitações e associação criminosa envolvendo empresários em SC e no PR

Uma sala dentro da sede do MPSC em Florianópolis e outra em São Miguel do Oeste foram criadas pelos chefes das forças de segurança que trabalham na operação para monitorar as prisões. O balanço parcial das ações será divulgado no período da tarde.

Operação tenta desarticular facção criminosa que tentava expandir negócios em Santa Catarina

Geaco/Divulgação

Confira as reportagens mais assistidas da NSC TV nesta semana no G1

Veja mais notícias do estado no G1 SC

Fonte: G1 SC

Comunicar erro

Comentários