Mercado BR

Polícia Civil de SC divulga vídeo para tentar identificar suspeitos de matarem jovem trans

Por Marcos Antonio em 27/02/2021 às 10:00:39

Redes Sociais/Reprodução

A Polícia Civil divulgou nesta sexta-feira (26) um vídeo que mostra a jovem trans Duda dos Santos, de 19 anos, sendo morta por dois homens em Itajaí, no Vale. Ela foi atingida por oito tiros em 2 de fevereiro. Segundo o delegado responsável pela investigação, Sérgio Sousa, o objetivo da divulgação das imagens é contar com ajuda da comunidade para identificar suspeitos. A irmã da jovem lamenta a morte: "Ela sempre foi um ser de luz. [...] Tinha alma de artista", disse.

As imagens de circuito interno de um estabelecimento mostram que momentos antes de ser morta, Duda conversava com uma outra mulher e um homem em uma bicicleta. Em outro momento, aparecem dois homens (veja no vídeo abaixo).

Câmera de monitoramento interno registra assassinato de jovem transexual em Itajaí (SC)

Os dois passaram ao lado da vítima, largaram a bicicleta no chão e um deles começou a efetuar os disparos. É possível perceber que o primeiro homem, de camisa azul, atira cerca de seis vezes.

Com a vítima já caída no chão, o outro homem, de camisa vermelha, sacou uma arma e disparou pelo menos duas vezes. Duda fica no chão e os suspeitos fugiram de bicicleta. Uma equipe dos bombeiros esteve no local e constatou a morte da jovem.

O crime ocorreu durante a madrugada do dia 2 de fevereiro no bairro Cordeiros. Testemunhas informaram à PM que a mulher teria discutido com um homem que seria cliente dela, suspostamente sobre o valor de um programa.

De acordo com o delegado, o caso está sendo tratada como homicídio mas não se descarta outras linhas de investigação.

"Já foram ouvidas todas as testemunhas que presenciaram o fato e que tinha importância para o deslinde do caso. A importância da divulgação do vídeo é para auxiliar na identificação dos envolvidos", diz o delegado.

Imagens mostram que suspeitos fugiram de bicicleta após a morte de Duda dos Santos em Itajaí (SC)

Polícia Civil/Divulgação

A policia informou que qualquer informação que ajude nas investigações deve ser repassada via disque denúncia: (47) 3348-2004.

A vítima trabalhava no local do crime há menos de uma semana. Duda era natural de Porto União, no Norte do estado, e tinha se mudado para Itajaí havia menos de um mês, segundo a irmã.

'Era incrível demais', diz irmã da jovem

A irmã de Duda, Jenifer Paola, de 26 anos, contou que a irmã resolveu começar a readequação para o gênero feminino aos 16 anos. A decisão de Duda impactou e trouxe ensinamentos a família que é muito tradicional, disse Jenifer.

"Era uma pessoa incrível demais", contou a irmã Jenifer Paola

Jenifer Paola/Arquivo Pessoal

"Ela sempre foi um ser de luz em nossas vidas e como costumávamos dizer: Tinha alma de artista. Aprendemos muito e principalmente o real sentido do amor cristão que tanto falamos. Confesso que foi algo delicado, pois nunca tivemos alguém próximo que tivesse acontecido algo semelhante", disse.

No final do ano de 2020, Duda fez a último visita à família. "[Ela] entrou para a prostituição por falta de oportunidade realmente, pois era muito talentosa em tudo que ia fazer. A partir dessa decisão, foi um ano onde nos preocupamos muito pois sabíamos como era difícil e improvável essa vida que estava levando. Infelizmente nos deixou de forma tão cruel. Era uma pessoa incrível demais", concluiu a irmã.

O caso, segundo ela, está em segredo de justiça e poucos detalhes das investigações são informados pela polícia para a família.

Duda dos Santos foi morta à tiros em Itajaí (SC) no começo de fevereiro

Jenifer Paola/Arquivo Pessoal

VÍDEOS: Mais assistidos do G1 SC nos últimos 7 dias

Veja mais notícias do estado no G1 SC

Fonte: G1 SC

Comunicar erro
Teve news

Comentários