27/10/2021 às 17h47min - Atualizada em 28/10/2021 às 09h20min

TutorMundi é eleita uma das 100 edtechs mais inovadoras

Startup cresceu em faturamento 12 vezes, no primeiro semestre, e se destaca na categoria “Tutoria e Testes Preparatórios” na lista da Holon IQ, principal organização global de inteligência de dados do setor educacional

SALA DA NOTÍCIA Nicolas Adão
Foto: Divulgação.

Fundada em 2016, pelo engenheiro de automação Raphael Coelho, com o objetivo de igualar o nível de aprendizagem e personalizar a educação básica, a TutorMundi - plataforma de reforço escolar que conecta alunos dos ensinos fundamental II, médio e pré-vestibular aos melhores universitários do país - firmou parceria com instituições de ensino em todo o país, a fim de ajudar o maior número de alunos e ajudá-los com suas dificuldades de aprendizagem.

A estratégia funcionou e a edtech elevou seu faturamento em 12 vezes no 1º semestre, na comparação com o mesmo período de 2020. Referência em tutoria online, a TutorMundi foi eleita, pelo segundo ano consecutivo, uma das 100 edtechs mais inovadoras da América Latina, na categoria “Tutoria e Testes Preparatórios”, no ranking da consultoria norte-americana Holon IQ.

O reconhecimento é a consolidação de esforços e estratégias desenvolvidas pela edtech no último ano. “Embora a startup tenha sido criada em 2016, o ano passado foi de muito aprendizado, testes e validação de hipóteses. Esses esforços foram importantes para manter acelerada a nossa taxa de crescimento, além de desenvolver melhorias para a plataforma, fechar parcerias com escolas em todo o país e reafirmar o nosso compromisso com o aluno e a educação”, avalia Raphael Coelho, CEO e fundador da TutorMundi.

“Quando analiso os nossos relatórios trimestrais, não consigo acreditar em quanta coisa realizamos em um ano. Criamos um serviço que traz benefícios para a sociedade em geral, agregando valor à vida dos estudantes, tutores e escolas parceiras”, complementa o empreendedor.

Próximos passos

O ecossistema de edtechs no Brasil continua em franca expansão. Segundo dados da Distrito, as startups voltadas para educação receberam aproximadamente US$ 380 milhões em investimentos apenas neste ano. 

Em crescimento acelerado, a edtech tem como objetivo ainda atingir a marca de 3 milhões de alunos nos próximos cinco anos. “Para isso, além de seguir aperfeiçoando nossa plataforma, temos como missão manter a nossa taxa média de 80% dos atendimentos em menos de cinco minutos, e a média de avaliação de tutores acima de 90%. São dois pilares fundamentais para prosseguirmos com esse ritmo de expansão”, conclui Raphael Coelho.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Informações indisponíveis

0