12/11/2021 às 10h55min - Atualizada em 16/11/2021 às 00h00min

10 dicas para organizar as finanças e começar a investir

Adotar hábitos simples como controlar os gastos e montar um planejamento são fundamentais para quem deseja investir

SALA DA NOTÍCIA Joyce Ishikawa
Freepik
 

São Paulo, novembro de 2021 - Diante de tantas incertezas geradas por conta da pandemia e da crise econômica no país, investir tem sido a solução de muitos brasileiros para garantir um patrimônio para o futuro. Segundo a B3, só no primeiro semestre de 2021, o número de investidores cresceu 43% em relação ao mesmo período de 2020, totalizando 3,8 milhões de pessoas físicas cadastradas. Os números indicam que, cada vez mais, o interesse pelo assunto vem aumentando, no entanto a quantidade de brasileiros que realizam algum tipo de investimento ainda é relativamente baixa devido a muitos fatores, incluindo a falta de educação financeira. 

 

Segundo Beto Assad, analista de ações e consultor financeiro do Kinvo, aplicativo que consolida investimentos de bancos e corretoras em um só lugar, a organização das finanças é um fator super importante para quem deseja começar a investir e pode e deve ser feito por qualquer pessoa. “Hoje em dia, há várias opções no mercado financeiro e alguns deles podem ser iniciados com um valor pequeno e envolvem menos riscos. Os investimentos são mais democráticos, por isso, se a pessoa conseguir estudar o assunto e entender o seu perfil de risco, é possível realizar um investimento que garanta frutos no futuro”, afirma o especialista. 

 

Por isso, se você está pensando em investir, mas ainda não sabe como começar, o especialista traz dez dicas sobre como se organizar financeiramente para iniciar a jornada como investidor com o pé direito. Confira abaixo. 

 

1 - Saiba quanto você ganha e o quanto gasta 

 

Procure anotar todo o valor mensal de sua renda, incluído o valor líquido do salário e de outras atividades que gerem receita extra. Anote também todos os gastos, pois é importante entender para onde o dinheiro está indo. “Fazer uma planilha contendo todas essas informações pode ser uma ótima opção para organizar as finanças, desta forma é possível ter uma visão geral das finanças, pois é fundamental ter essas informações para começar a se organizar”, afirma Assad. 

 

2 - Mantenha as contas equilibradas 

Depois de organizar as receitas e os gastos, você terá mais controle sobre as suas finanças. A partir disso, é preciso manter as contas equilibradas, ou seja, se organizar para gastar apenas com coisas que são necessárias e nunca gastar mais do que recebe para evitar o endividamento. 

 

3 - Pague as dívidas primeiro 

Para quem já está inadimplente, a dica é fazer um levantamento do valor total das dívidas e montar um planejamento para quitá-las o quanto antes. Para isso, entre em contato com a instituição para qual você está em débito e renegocie o valor, priorizando a redução das taxas de juros. 

 

4 - Aumente a sua renda 

 

Uma alternativa para organizar as finanças é aumentar a renda, por meio de algum trabalho fora do expediente, como freelancer ou como empreendedor de um negócio. “Atualmente, várias pessoas estão transformando hobbies em fontes de renda. Por conta da pandemia, muita gente teve que se reinventar e estão conseguindo juntar um ótimo valor por meio dos trabalhos extras”, explica Assad. 

 

5 - Estabeleça prazos 

 

Outra dica para se organizar é estabelecer prazos para estruturar as suas finanças pessoais. Para o analista, determinar metas contribui para a visualização dos resultados do esforço e é uma forma de avaliar se as atitudes adotadas estão realmente funcionando para você. 

 

6 - Elimine gastos desnecessários 

 

Cortar ou reduzir gastos desnecessários é fundamental para a organização financeira, afinal, o valor economizado pode ser utilizado tanto para quitar dívidas quanto para começar a investir. Para isso, algumas práticas simples podem ajudar na redução de custos, como fazer as refeições em casa, optar por transporte público ou andar a pé e optar por programas culturais gratuitos. 

 

7 - Pesquise os valores antes de comprar 

 

Para ter uma vida financeira saudável não é necessário deixar de adquirir bens materiais, mas é preciso pesquisar e se planejar para realizar a compra sem extrapolar o orçamento. Para isso, a dica é realizar simulações dos gastos para compras maiores como troca de um automóvel ou reforma na casa. Neste ponto, é importante considerar a relação custo-benefício e o quanto é possível gastar na compra. 

 

8 - Procure informação 

 

Antes de começar a investir, é importante estudar o assunto para colocar o seu dinheiro em algo que faça sentido e esteja alinhado com os seus objetivos financeiros. “A informação é fundamental para quem quer começar a investir e hoje em dia há diversos materiais gratuitos na internet que podem contribuir para propagar o conhecimento no assunto”, explica Assad. 

 

9 - Defina prioridades 

 

Para quem deseja organizar as finanças é importante determinar as prioridades. Alguns gastos são essenciais como moradia, alimentação e transporte e dificilmente podem ser cortados, mas outros como viagens, cursos, aposentadoria e investimentos podem ser priorizados de acordo com as necessidades e objetivos pessoais de cada um. 



 

10 -  Adote um planejamento 

 

Por fim, adotar um planejamento para as finanças e determinar um valor mensal para investir é um fator super importante para a organização financeira. Por meio do planejamento será possível direcionar o valor que será gasto e investido de forma estratégica e de acordo com os seus objetivos pessoais. 


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp