18/11/2021 às 14h06min - Atualizada em 18/11/2021 às 14h06min

Jovem executado em Caçador matou músico catarinense

Alan Gabriel tinha 17 anos na época que cometeu o crime em Santo Amaro

Marcos Antonio - Marcos Imprensa
Cacador Net
O jovem que foi encontrado morto em Caçador no último domingo, 14, é autor confesso de um homicídio cometido em Santo Amaro da Imperatriz. O crime aconteceu em abril de 2020. Na época, Alan Gabriel de Lima da Luz tinha 17 anos e matou o músico Jair Marafigo, de 51 anos.



Jair era natural de São Joaquim, gaiteiro, percursionista, cantor e compositor. Sua obra mais conhecida era a canção “Frio da Serra“, composta em parceria com Mario Boeira e Ademar Filho.  Segundo a polícia, Jair teria tido uma discussão com o adolescente, diante de diversas pessoas, em via pública, na localidade de Caldas da Imperatriz. Após desferir o golpe de faca no peito da vítima, o adolescente fugiu do local, mas foi encontrado pouco depois pela Polícia Militar, escondido num matagal. Ele possui uma ficha extensa na polícia, com diversas passagens por crimes de tráfico e roubo. 

A esposa de Jair, que teria uma relação extraconjugal com o adolescente, também foi detida na época.  Já Alan estava cumprindo medida sócio educativa na Casa de Semiliberdade em Caçador. Ele estava foragido desde o dia 9 de novembro quando pulou o muro do local. Foi encontrado morto no domingo, 14, na rua Luiz Tortatto no bairro Nossa Senhora Salete, com dois tiros na cabeça.  O delegado da DIC de Caçador, Davi Matos, afirma que o jovem foi executado com dois tiros na parte de trás da cabeça. A polícia continua realizando diligências e coletando informações para chegar a autoria e entender a motivação do crime.
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Informações indisponíveis

0