24/11/2021 às 18h49min - Atualizada em 24/11/2021 às 18h49min

Aumento para polícias Militar, Civil, Bombeiros e IGP – inclusive 300% para cadetes – vira lei

Marcos Antonio - Marcos Imprensa
NDMAIS
Governador Moisés e comandantes das forças de segurança do Estado – Foto: Peterson Paul/Divulgação/ND

vira lei Após aprovação polêmica no Legislativo, governador Carlos Moisés sancionou o reajuste salarial; alunos da academia de oficiais da PM terão o maior aumento; veja os principais números
A lei que reajusta os salários dos servidores ativos e inativos da Segurança Pública de Santa Catarina foi sancionada nesta quarta-feira (24). Ao todo são 30.151 mil servidores, sendo 17.251 ativos e 12.900 inativos. O impacto orçamentário estimado é de R$ 657 milhões para 2022 e de R$ 875 milhões para 2023 e 2024.
O projeto de lei complementar foi aprovado pela Assembleia Legislativa após discussão e votação polêmicas. O principal questionamento foi quanto ao aumento para os alunos oficiais da PM.

Os reajustes serão aplicados em duas etapas, em janeiro e julho de 2022, e compreendem os militares da polícia e dos bombeiros, policiais civis e servidores do IGP (Instituto Geral de Perícias).

O ato de sanção ocorreu no Palácio da Agronômica, durante reunião do governador Carlos Moisés (sem partido) com os comandantes-gerais coronel Dionei Tonet (Polícia Militar) e coronel Charles Alexandre Vieira (Corpo de Bombeiros Militar), o delegado-geral Marcos Flávio Ghizoni Júnior (Polícia Civil), e o perito-geral Giovani Adriano (IGP).

20.215 policiais militares
5.154 servidores da Polícia Civil
3.992 bombeiros militares
790 servidores do IGP

Aumento de 300% para cadetes

Conforme a informação divulgada pelo governo, “os maiores aumentos percentuais, de 33%, serão destinados às bases das carreiras. Os níveis mais altos terão acréscimo de 21%”.

O aumento expressivo brinda justamente a categoria do atual governador, oficial da reserva, além da grande maioria dos cargos de alto escalão do governo, também de origem militar.

Governador agradece deputados

No ato de assinatura da lei, o governador afirmou que o aumento é resultado de diálogo com representantes das categorias dos servidores e foi aprovada por unanimidade pela Assembleia Legislativa de Santa Catarina.

“A participação do Parlamento nesse processo foi fundamental. O reajuste alinha os vencimentos aos resultados alcançados nos últimos anos. Santa Catarina é considerado o estado mais seguro do Brasil pelo Centro de Liderança Pública e vem apresentando indicadores positivos na redução da criminalidade.” Carlos Moisés, governador


Veja como votaram os deputados

Ada De Luca MDB Não
Adrianinho PT Não
Ana Campagnolo PSL Não
Bruno Souza NOVO Não
️Coronel Mocellin PSL Sim
️Dirce Heiderscheidt MDB Sim
️Doutor Vicente PSDB Sim
️Fabiano da Luz PT Sim
Felipe Estevão PSL Não
Fernando Krelling MDB Não
️Ismael dos Santos PSD Sim
Ivan Naatz PL Não
Jair Miotto PSC Não
️Jerry Comper MDB Sim
Jesse Lopes PSL Não
João Amin PP Não
️José Milton Scheffer PP Sim
️Julio Garcia PSD Sim
Kennedy Nunes PTB –
Laércio Schuster Podemos Não
Luciane Carminatti PT –
Marcius Machado PL Não
️Marcos Vieira PSDB Sim
️Marlene Fengler PSD Sim
️Mauricio Eskudlark PL Sim
️Mauro de Nadal MDB Sim
️Milton Hobus PSD Sim
️Moacir Sopelsa MDB Sim
️Nazareno Martins PSB Sim
️Neodi Saretta PT Sim
️Nilso Berlanda PL Sim
️Paulinha Sim
️Ricardo Alba PSL Sim
️Rodrigo Minotto PDT Sim
Romildo Titon MDB –
Sargento Lima PL Não
Sergio Motta Republicanos Não
️Silvio Dreveck PP Sim
️Valdir Cobalchini MDB Sim
Volnei Weber MDB Não




 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Informações indisponíveis

0