13/05/2021 às 16h52min - Atualizada em 13/05/2021 às 19h20min

Fim dos papéis e planilhas: startup desenvolve plataforma que ajuda hospitais a gerenciarem plantões e jornadas de profissionais da saúde 

Solução criada no Hospital Albert Einstein economiza mais da metade do tempo na organização de escalas e melhora a qualidade de vida dos trabalhadores

SALA DA NOTÍCIA Victoria

A eficiência e o engajamento dos funcionários depende de múltiplos fatores e grande parte deles está relacionado à organização e aos processos internos da empresa, como, por exemplo, a gestão das escalas de trabalho. Manter os horários do quadro de funcionários organizado faz parte da prevenção de um possível desgaste entre os colaboradores, além de proteger a empresa de ações trabalhistas. Nesse contexto surge o Escala, uma solução completa que aumenta a transparência da gestão e agiliza a elaboração de escalas de trabalho, plantões e turnos. 

A startup nasceu no Laboratório de Inovação do Hospital Albert Einstein em 2016, desde então tem auxiliado na gestão de escalas de mais de 80 mil usuários e já impactou mais de 240 empresas, como JSL, Amil, Luft, James Delivery, Unimed FESP e Associação Congregação Santa Catarina. Inclusive, o próprio Hospital começou a usar a ferramenta em 2017 e passou por um processo de digitalização da área de Recursos Humanos. Ao todo mais de 70 mil inconformidades em plantões ou jornadas foram evitadas e mensalmente a instituição economiza cerca de 4 mil horas com pré-publicação de escalas e trocas de plantões. Por meio do uso de tecnologia, o Escala soluciona os problemas resultantes de métodos ineficazes de controle e planejamento, como o uso de papel, planilhas, lousas e até mesmo WhatsApp - modelos que podem gerar inúmeros prejuízos e vazamentos de informação confidenciais às empresas. 
 

 

O Escala apresenta três tipos de soluções: O Escala Espaços, uma ferramenta desenvolvida para auxiliar o retorno presencial ao escritório e gerir locais de trabalho flexíveis, trazendo simplicidade para esses processos burocráticos. Escala Jornadas, próprio para a gestão de profissionais CLTs atribuídos em escalas de revezamento. O programa distribui as folgas e descansos de forma automatizada e resolve conflitos de escala em segundos, sem cometer erros ou infringir regras trabalhistas. Ideal para escalas baseadas em jornadas de trabalho 12×36, 6×1, 5×2. Além disso, conta com um dashboard de dimensionamento diário do quadro assistencial, que leva em consideração taxa de ocupação e a distribuição de profissionais por paciente para informar áreas com sub ou superdimensionamento. O Escala Plantões, que fornece uma solução para a gestão de alocação de plantões para profissionais cooperados ou sob o regime PJ, com mecanismos para que estes profissionais troquem plantões entre si, tenham seus honorários calculados e atribuídos dentro dos limites da política da empresa.

 

O Escala digitaliza, padroniza e otimiza um processo hoje bastante manual, desestruturado e burocrático dos hospitais e instituições de saúde e isso se torna ainda mais relevante dentro de um cenário de pandemia, no qual o tempo dos profissionais de saúde é ainda mais valioso, não admitindo dispersão com burocracias e falhas, por exemplo, jornadas de trabalhos mais longas do que o normal para cobrir faltas e folgas gerando exaustão e desgaste aos trabalhadores da linha de frente do combate à COVID-19. 

 

“Através de uma plataforma, por painéis na web ou no aplicativo mobile, o coordenador médico ou enfermeiro monta sua escala juntamente ao hospital e, em caso de necessidade de ajustes, é fácil e bem estruturado solicitar trocas com outros funcionários. Pelo aplicativo é possível realizar a operação, bastando as partes estarem de acordo com a troca que pode ser acordada no próprio sistema do Escala. Então, é tudo via aplicativo: ele oficializa as relações e acaba prevenindo erros e buracos nas escalas”, explica Vinicius Lima, CEO do Escala.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »