27/12/2021 às 10h36min - Atualizada em 04/01/2022 às 00h00min

Advogada e psicoterapeuta ajuda vítimas de violência doméstica durante as festas de fim de ano

Num país com mais de 17 milhões de casos, a doutora Camila Fênix afirma que a dor das vítimas não é apenas jurídica, mas emocional.

SALA DA NOTÍCIA Viralizou
Divulgação

As festas de fim de ano são marcadas por comemorações entre famílias e amigos e votos de paz, alegria e renovação. Ainda assim, para muitas mulheres, o momento que deveria ser de celebração acaba virando tragédia. 

A pandemia da Covid-19 evidenciou a face mais perversa da violência doméstica no Brasil, é o que aponta a pesquisa do Instituto Datafolha encomendada pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP). 

De acordo com os dados, cerca de 17 milhões de mulheres acima dos 16 anos (24%) sofreram violência física, psicológica ou sexual no último ano. A porcentagem representa estabilidade em relação à última pesquisa, de 2019, quando 27,4% afirmaram ter sofrido alguma agressão. 

Além disso, é importante ressaltar que de acordo com o artigo 129, §9º, do Código Penal, tanto homens quanto mulheres podem ser vítimas de violência doméstica, não fazendo a lei restrição ao sujeito passivo. E, apesar de não haver pesquisa com números de vítimas do sexo masculino, há quem defenda que ambos merecem atenção e defesa. 

Para a advogada criminal e psicoterapeuta, Dra. Camila Fênix, vítima da ineficácia da Lei Maria da Penha no Brasil, tratar a causa e melhorar a forma de se relacionar pode reestruturar famílias. ‘’A atuação da advogada nos casos de violência doméstica é fundamental desde a abordagem inicial junto à vítima até a intervenção perante o judiciário. Através do olhar feminino aumenta-se a garantia das medidas protetivas que visam à defesa física, psicológica, sexual e patrimonial’’, destaca. 

Ela que sempre mediou conflitos e deu apoio jurídico às vítimas, se viu à frente de uma injustiça quando precisou ser protegida e amparada pela lei brasileira. O seu conhecimento técnico e emocional impulsionou a usar da ineficiência de alguns promotores e juízes para oferecer não só o atendimento jurídico, mas tratar o emocional das vítimas. 

Conhecida pelo método ‘’Lei Maria da Penha Camila Fênix’’, a advogada oferece suporte jurídico e psicológico, por meio de sessões de coaching, com o intuito de reverter todos os traumas de um relacionamento abusivo, levando o casal a buscar um relacionamento feliz e sólido. 

A advogada se dispôs a ajudar as vítimas de violência doméstica durante as festas de fim de ano.  Além do apoio jurídico, Fênix oferece sessões de coaching de relacionamento que podem ajudar bastante os parceiros a restabelecerem a harmonia diária. 

Sobre a Dra. Camila Fênix: Formada em Direito e Terapia Sistêmica, pós-graduada em Direito da Família, Fênix é autora do e-book ‘’A importância de uma gestação saudável’’ e CEO do Centro Integrado Camila Fênix. 

Instagramhttps://www.instagram.com/dracamilafenix/ 

Sitehttps://dracamilafenix.com.br


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Informações indisponíveis

0