13/05/2021 às 08h25min - Atualizada em 14/05/2021 às 01h40min

Esri faz parceria com comunidade internacional para expandir a tecnologia GIS para desenvolvimento sustentável

Colaboração global através de centros virtuais de excelência para informações geoespaciais fornecerão maior acesso a hubs de dados de objetivos de desenvolvimento sustentável para nações em necessidade

DINO

A Esri, líder global em inteligência de localização, anunciou hoje sua contribuição para uma parceria aberta, orientada para a comunidade trabalhando para acelerar o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas. Governos, organizações internacionais, fundações, universidades e grupos da sociedade civil estão se unindoàiniciativa para oferecer recursos e experiência, incluindo esforços de capacitação que habilitarão Centros Virtuais de Excelência para informações geoespaciais a fornecerem maior acesso a dados de SDG para nações em necessidade.

“Essa colaboração trará as inovações da ciência de informações geoespaciais para um público mais amplo”, disse Jeffrey Sachs, professor da universidade e diretor do Centro para Desenvolvimento Sustentável da Universidade de Columbia, presidente da Rede de Soluções de Desenvolvimento Sustentável da ONU, representante dos OSS para o secretário-geral da ONU António Guterres, e presidente da Comissão de COVID-19 da Lancet. “Os centros virtuais capacitarão comunidades ao redor do mundo com soluções muito poderosas orientadas por dados para ajudá-las a implementar mudanças SDG direcionadas onde necessárias”.

O objetivo da colaboração do setor público e privado é expandir a adoção dos centros de dados de SDG por governos nacionais para monitoramento e relatório oficiais do progresso do SDG, e promover o desenvolvimento dos hubs por governos do estado, província e local, ONGs, e entidades regionais. Os centros, alimentados por software Esri, permitem aos países medir, monitorar, e relatar os SDGs em um contexto geográfico, e facilitam a coleta, análise e compartilhamento pelas nações dos dados requeridos para monitorar o progresso.

“A desigualdade ameaça o desenvolvimento social e econômico a longo prazo, dificulta as iniciativas de redução da pobreza, e a pandemia da COVID juntamente com as mudanças climáticas apenas agravam esses problemas, especialmente em comunidades globais vulneráveis”, disse Jack Dangermond, fundador e presidente da Esri. “Nosso objetivo nessa parceria é permitir que o mundo trabalhe de maneira mais efetivamente unido para reduzir as desigualdades, alavancando a tecnologia geoespacial para melhor entender e resolver esses desafios”.

A Esri se comprometeu especificamente a fornecer mais de US$ 15 milhões em doações de tecnologia para 74 países em desenvolvimento, suporte de capacitação, e US$ 1 milhão em recursos financeiros para avançar na implementação da Estrutura de informações geoespaciais integradas das Nações Unidas (Integrated Geospatial Information Framework, IGIF) e na implantação de centros de dados SDG, em estreita cooperação com o Secretariado de Gerenciamento de Informações Geoespaciais Global (Global Geospatial Information Management, GGIM) das Nações Unidas.

“O IGIF das Nações Unidas é uma estrutura multidimensional globalmente adotada, voltada para reforçar acordos de informações geoespaciais nacionais em países para apoiar o monitoramento do desenvolvimento nacional e relatórios”, disse Stefan Schweinfest, diretor da divisão de estatística, Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais da ONU. “O IGIF fornece uma estrutura institucional para que organizações efetuem a criação de hubs de dados SDG, e é aprimorada por Centros virtuais de excelência para informações geoespaciais. Esses tão necessários mecanismos podem aumentar significativamente a habilidade dos países para coletar, gerenciar, e comunicar dados SDG e informações acionáveis, relevantesàpolítica nos níveis global, nacional e subnacional”.

A implementação bem-sucedida de hubs de dados SDG por mais de 15 países nos últimos quatro anos estabeleceu um padrão consistente e escalonável para relatar e monitorar o progresso dos SDGs.Entretanto, muitos países continuam enfrentando obstáculos que inibem sua habilidade para implementar SDGs, dificultando o suporte ao desenvolvimento nacional ou prosperidade econômica.

O próximo passo que essa comunidade de organizações de partes interessadas globais busca executar é fornecer os recursos para uma maior ampliação de aproximadamente 20 países em desenvolvimento, que atualmente não possuem a tecnologia adequada, planos de implementação de centros de dados SDG, e capacidade de desenvolvimento para monitorar e relatar os SDGs.

“Parte da nossa missão envolve reunir organizações parceiras para facilitar soluções inovadoras para esforços globais de sustentabilidade”, disse Sergio Fernández de Cordova, presidente executivo da PVBLIC Foundation. “Os centros de dados SDG são o exemplo perfeito de tecnologia transformadora de ponta, projetada para ajudar a construir a capacidade local em áreas onde ela é criticamente necessária e Centros virtuais de excelência para informações geoespaciais amplificariam esse esforço, utilizando dados — nossa maior moeda — para construir um futuro melhor, um país por vez”.

O objetivo dessa parceria internacional e entre setores será, por fim, o estabelecimento de uma aliança para os SDGs entre os parceiros e os estados membros. Saiba mais sobre como a Esri está apoiando a comunidade global para escalonar a adoção e implementação de hubs SDG aqui.

Sobre a Esri

A Esri, líder mundial no mercado de software de sistema de informações geográficas (Geographic Information System, GIS), inteligência de localização e mapeamento, ajuda os clientes a liberarem todo o potencial dos dados visando a melhorar resultados operacionais e comerciais. Fundada em 1969 em Redlands, estado norte-americano da Califórnia, o software da Esri está implementado em mais de 350.000 organizações do mundo todo e em mais de 200.000 instituições nas Américas, Ásia, Pacífico, Europa, África e Oriente Médio, inclusive em empresas Fortune 500, instituições e órgãos públicos, organizações sem fins lucrativos e universidades. A Esri tem escritórios regionais, distribuidores internacionais e parceiros que prestam suporte local em mais de 100 países em seis continentes. Mantendo sempre seu compromisso pioneiro com a tecnologia da informação geoespacial, a Esri projeta as soluções mais inovadoras para a transformação digital, a Internet das Coisas (Internet of Things, IoT) e análises avançadas. Conheça a empresa em esri.com.

Copyright © 2021 Esri. Todos os direitos reservados. Esri, o logotipo de globo da Esri, ArcGIS, The Science of Where, esri.com e @esri.com são marcas comerciais, marcas de serviço ou marcas registradas da Esri nos Estados Unidos, na Comunidade Europeia ou em outras jurisdições. Outras empresas, produtos ou serviços mencionados neste comunicado podem ser marcas comerciais, marcas de serviço ou marcas registradas de seus respectivos proprietários.

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.


Contato:

Jo Ann Pruchniewski

Relações Públicas da Esri

Celular: 301-693-2643

E-mail: jpruchniewski@esri.com


Fonte: BUSINESS WIRE

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Informações indisponíveis

0