25/08/2018 às 00h04min - Atualizada em 25/08/2018 às 00h04min

Polícia Civil prende cinco suspeitos de roubarem malotes

Eles roubaram R$ 15 mil de um Posto e R$ 70 mil de um supermercado da cidade

A Polícia Civil de Caçador, através da Divisão de Investigação Criminal (DIC), indiciou os suspeitos pelos roubos ao malote de R$ 15 mil do Posto Verenka, ocorrido em 23 de abril em frente ao Banrisul, e ao malote de R$ 70 mil dos Supermercados Santa Catarina, na residência do proprietário, em 8 de junho. 

As prisões ocorreram entre os dias 8 e 23 deste mês, sendo as operações mantidas em sigilo até a captura de todos os investigados. Por ocasião do cumprimento dos mandados, foram apreendidos simulacros de armas de fogo, capacetes, acessórios dos veículos utilizados nas ações criminosas, aparelhos celulares e drogas sintéticas. 

Além dos cinco indiciados, também chegaram a ser presos temporariamente outros três suspeitos, sendo posteriormente liberados por não terem participado dos crimes e por terem colaborados com as investigações. 

Não houve a recuperação de dinheiro das vítimas, até porque, estima o delegado coordenador da DIC, depois da divisão do “lucro”, cada integrante ficou com pouco mais de R$ 10 mil, isso há alguns meses.

Os cinco presos, indiciados, responderão ainda pelo crime de associação criminosa armada (antigo delito de quadrilha). Somadas, as penas por esse crime e pelos dois roubos podem chegar a 34 anos e 6 meses de prisão. 

Alguns integrantes da quadrilha ainda são investigados por outros roubos ocorridos no Município de Caçador, inclusive de malotes, cujos inquéritos policiais ainda não foram concluídos. 

Durante as investigações e monitoramento da quadrilha, a Polícia Civil e a Polícia Militar, trabalhando em conjunto, descobriram um novo assalto em planejamento. As potenciais vítimas foram alertadas, tomando-se os cuidados necessários para que o crime não ocorresse até as prisões dos investigados.

O delegado coordenador da DIC ressalta o trabalho conjunto com a Polícia Militar, assim como o comprometimento de todo o aparato de Justiça Criminal da Comarca, "não só através dos juízes e promotores de justiça (titulares e os que atuaram nos Plantões Judiciários), como também pelos serventuários do Poder Judiciário e Ministério Público". Fonte:Caçador Net 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp