Mercado BR

Acesso à saúde suplementar cresce no Brasil: saiba como o sistema funciona

Por Marcos Antonio em 07/04/2021 às 11:55:27
São milhões de brasileiros que já tem benefícios como planos e seguro de saúde. Só o Sistema Unimed atende mais de um milhão de pessoas em SC O que você entende por saúde suplementar? O ano era 1960, a economia brasileira estava aquecida e a quantidade de empregos formalizados avançando. Esse momento, de acordo com informações da JusBrasil, foi quando as empresas passaram a fornecer plano de saúde aos seus colaboradores. Foi assim que surgiu a Saúde Suplementar, atividade que opera planos e seguros de saúde.

De acordo com informações apresentadas pelo médico urologista e Presidente da Unimed de Santa Catarina, Alberto Gugelmin Neto, 47 milhões de brasileiros são beneficiados com planos de saúde. Ele explica que, ao aderir a um plano de saúde, abre-se espaço para que pessoas que realmente precisem sejam beneficiadas pelo Sistema Único Saúde (SUS).

— Ou seja, a saúde suplementar representa um importante pilar de sustentação do Sistema Nacional de Saúde, tornando-se indispensável para o Estado, que infelizmente não suporta a demanda que lhe é dada, tendo em vista que já somos 210 milhões de brasileiros — ressalta Gugelmin.

Dr. Alberto Gugelmin Neto, médico urologista e Presidente da Unimed de Santa Catarina

Unimed SC

Setor privado de saúde está em constante crescimento

O setor de saúde cresce diariamente, auxiliando na melhora da economia brasileira. Gugelmin aponta que os serviços de saúde já representam 10% do PIB brasileiro. Pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) constata que a participação das atividades de saúde na renda gerada no país saltou de 6,1% do PIB em 2010, para 8,3% em 2018, chegando a 9,1% na atualidade.

— Constatação de tamanha grandeza não pode nem deve ser ignorada. Mesmo em meio à crise enfrentada pelo país, o chamado consumo de bens e serviços de saúde no Brasil vem crescendo a cada ano — ressalta.

A saúde suplementar está diretamente ligada a esse crescimento. São laboratórios, hospitais, clínicas e centros de imagens que empregam diversas pessoas todos os dias. O Sistema Unimed é um exemplo de como o sistema de saúde suplementar auxilia na disseminação de novos campos de trabalho. A segunda com maior número de hospitais em todo o Brasil, são mais de 95 mil empregos gerados para 114 mil cooperados. Em Santa Catarina são sete hospitais e mais de 30 clínicas.

— Esses números demonstram claramente o fomento que a saúde suplementar representa no setor. Por fim, mas não menos importante, esses serviços resultam na qualificação do atendimento, no aprimoramento dos profissionais, no investimento em novas tecnologias (para diagnóstico e tratamento) e na satisfação dos clientes. São mais curas e mais vidas recuperadas — explica Gugelmin.

Entenda a Saúde Suplementar

A adesão a planos e seguros de saúde passou a ser em larga escala no Brasil, pois empresas começaram a oferecer esses benefícios aos seus colaboradores formalizados. A Unimed já atende em Santa Catarina cerca de 1 milhão de pessoas. Um número expressivo e, de acordo com Gugelmin, grande parte dos planos de saúde são custeados pelas empresas, que concedem os serviços como parte dos benefícios.

Para regular as operadoras setoriais de saúde, auxiliando na assistência suplementar e na defesa do interesse público, existe a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). A ANS é ligada diretamente ao Ministério da Saúde, com foco em normatizar, controlar e fiscalizar as operadoras.

— Portanto, tem um papel relevante na defesa da sociedade. Tem um controle extremamente rigoroso junto aos planos de saúde, demonstrando a força, a capacidade, a transparência e a credibilidade das operadoras que estão em atividade no mercado, que se adequam às normas e respeitam a legislação — reforça Gugelmin.

Pandemia gera procura por sistema privado de saúde

A pandemia do coronavírus chegou ao Brasil em março de 2020 e permanece até o momento atual, tornando-se a segunda maior pandemia da história mundial. A necessidade de cuidar da saúde foi amplificada, e as pessoas passaram a buscar maior atendimento da saúde suplementar. Gugelmin conta que todas as 22 Unimeds do estado catarinense duplicaram o número de leitos de UTIs.

— A Federação das Unimeds implantou um laboratório exclusivo para a realização de exames, criou uma clínica digital, serviços de orientação pelo telefone e uma Central de Apoio e Monitoramento de Leitos, promovendo um verdadeiro intercâmbio de recursos entre as Unimeds, inclusive as de outros estados, visando resolver necessidades de equipamentos, recursos humanos e vagas, de acordo com a possibilidade e a realidade de cada região — explica.

O presidente ressalta que o crescimento de adesão a planos de saúde também está ligado ao que a assistência médico-hospitalar representa na vida dos brasileiros. As pessoas estão prestando mais atenção à saúde, buscando prevenção de doenças, diagnósticos e tratamentos.

— Penso que, mesmo em meio à crise da pandemia, não podemos esquecer que a longevidade já é uma conquista real da humanidade. Vamos viver por mais tempo e precisamos priorizar ainda mais o cuidado com o nosso corpo e a nossa mente. Essa é a meta da saúde suplementar. É a missão da Unimed —finaliza.

Acompanhe o especial Pergunte ao Médico

Alberto Gugelmin Neto (CRM/SC 5367)

Fonte: G1 SC

Comunicar erro
Teve news

Comentários