07/01/2022 às 15h00min - Atualizada em 07/01/2022 às 15h00min

Turistas embarcam contaminados com Covid-19 em ônibus e aviões em SC

A orientação principal, desde o início da pandemia, é isolamento e proteção com máscara e higienização

Marcos Antonio - Marcos Imprensa
A explosão de casos de síndrome respiratória em Santa Catarina, com registros de Covid-19 e influenza, têm feito de aeroportos e rodoviárias alguns dos pontos mais críticos para contaminação.

O alerta está no boletim emitido pela Diretoria Estadual de Vigilância Epidemiológica (Dive-SC) na quarta-feira, 5, e o motivo não é apenas a alta circulação de pessoas. Ocorre que, sem controle nem regras sanitárias, turistas com teste positivo para Covid-19 estão embarcando em ônibus e aviões para voltar para casa sem serem contidos.

Há casos em que o visitante doente decidiu adiantar o retorno por receio de precisar de hospitalização, entram nesse cálculo as condições da rede pública local, já bastante sobrecarregada, e a abrangência dos planos de saúde. Muitos não oferecem cobertura fora do estado de origem do titular. 

Mas também há situações em que o turista simplesmente não consegue estender a permanência, seja porque o local onde está hospedado não está disponível para mais dias, ou porque não tem condições financeiras de arcar com mais tempo de hospedagem. Sem alternativa, acaba indo embora.  A circulação de pessoas contaminadas por rodoviárias e aeroportos de Santa Catarina coloca em risco outros viajantes e trabalhadores do setor de transportes, e a Secretaria de Estado da Saúde tem ciência da situação.

João Fuck, diretor da Dive-SC, ressalta que a recomendação para os casos positivos para Covid-19 continua sendo o isolamento, para evitar que o vírus se espalhe.  Com informações: DC
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Informações indisponíveis

0