06/01/2022 às 14h21min - Atualizada em 09/01/2022 às 00h01min

Sai do Papel lidera rodada de R$ 3,3 milhões de investimentos da Kuba, startup brasileira de dispositivos de áudio

A captação está sendo realizada pela plataforma de crowdfunding beegin, que é regulada pela CVM, e já levantou mais de R$2 milhões em reservas.

SALA DA NOTÍCIA Estela Maria
https://kuba.audio/
Disco 2 gamer- Fotos Kuba

A SdP Capital, unidade de investimentos em startups do grupo de inovação Sai do Papel, lidera a rodada seed da startup brasileira Kuba Áudio, fabricante nacional de headsets premium com diferenciais acústicos e desenvolvimento de fone modular, atualizável e personalizável. Organizada por meio da beegin, plataforma de equity crowdfunding, a rodada tem a meta de captar R$3,3 milhões, dos quais já atingiu mais de R$2 milhões em reservas. 

O crowdfunding de investimentos, também conhecido como equity crowdfunding, é uma grande tendência entre os investidores do mundo das startups e tem algumas regras que chamam a atenção do mercado. “A beegin é uma plataforma de crowdfunding de investimento regulada pela CVM. Os aportes recebidos na plataforma viram títulos conversíveis em participação, que podem ser transformados em cotas da empresa ou reembolsados com base no valuation. A possibilidade de ser acionista em uma startup onde o executivo é também consumidor é atrativo para muitos investidores”, explica Carlos Junior, CEO do Grupo de inovação e investimentos Sai do Papel, que lidera a rodada de Kuba.

Geralmente, para as startups participarem de rodadas nas plataformas de crowdfunding de investimentos, elas passam por um processo rigoroso de avaliação, incluindo uma due dilligence. “A plataforma faz algo muito parecido com o que aconteceria em investimentos diretos. Há uma avaliação do modelo de negócios, da performance da startup e dos dados de faturamento e resultados. Com isso, é feita uma estimativa de valuation da startup, que passa por uma due diligence para entender se o plano de investimento é consistente. A partir dos dados, as partes estabelecem o valor da rodada e das cotas. No caso de Kuba, as cotas são a partir de R$ 5 mil e os números da empresa impressionam qualquer investidor. Os empreendedores ganham em visibilidade de marca, o que é muito interessante para empresas B2C”, conta Carlos Junior. 

Kuba está em um momento de grande crescimento e expansão. “Com um investimento de R$ 188 mil, a empresa ultrapassará R$ 3 milhões de faturamento em 2021. Agora, estamos nos preparando para uma nova fase de crescimento. Antes éramos focados somente em fones de ouvido, mercado que movimenta US$25 bilhões ao ano. Com a rodada, ampliaremos nosso portfólio com 13 novos produtos até 2024 e passamos a atuar no segmento de áudio pessoal, que movimenta US$140 bilhões ao ano. Com o investimento, pretendemos chegar a 2028 com quase R$ 50 milhões em faturamento”, declara o fundador e CEO de Kuba, Leonardo Drummond.

Essa não é a primeira rodada que Kuba recebe investimentos. A startup tem atraído investidores de renome desde a fundação, em 2014. Criada com o objetivo de revolucionar o meio musical ao criar ferramentas que despertem sensações ao ouvir músicas, com qualidade de som, conforto e um estilo que reflete a sua identidade, a empresa conquistou a atenção de investidores renomados, como Luiz Quinderé - fundador da marca carioca de doces Brownies do Luiz - e João Appolinário - fundador de um dos maiores grupos de varejo do país, a Polishop.

Kuba é uma startup que foi estruturada dentro do Programa Blitzscaling - processo vertiginoso para construir negócios extremamente valiosos - da SdP Academy, unidade do Grupo de Inovação Sai do Papel focada na aceleração e educação de startups. “Acreditamos muito em negócios que são tocados por pessoas que gostam e entendem do que fazem. Esse é um enorme diferencial da Kuba e se reflete na qualidade dos produtos que a marca oferece”, avalia Carlos Júnior. 

Um dos diferenciais da Kuba é a construção de equipamentos que podem ser personalizados e atualizados, o que permite aos compradores a renovação constante dos produtos e sustentabilidade ao meio ambiente. “Somos a primeira empresa brasileira de fones de ouvido com qualidade internacional, com som comparável às marcas consagradas que custam o triplo do preço e ainda com um diferencial de responsabilidade ambiental”, afirma Drummond.

Sobre Kuba

Lançada em 2014 com o objetivo de revolucionar o meio musical ao criar ferramentas que despertem novas sensações ao ouvir músicas. Ferramentas com qualidade de som, conforto e um estilo que reflete a sua identidade. Conquistou a atenção não só da mídia, mas também de investidores renomados, Luiz Quinderé e Carlos Júnior, CEO da aceleradora Sai do Papel – pela qual foram acelerados. Participaram também do reality show Shark Tank, no qual fecharam um investimento com João Appolinário, CEO de um dos maiores grupos de varejo do país.

Sobre o Sai do Papel 

O Sai do Papel  é um Grupo de Inovação e Investimentos em startups, com três unidades de negócios e um Hub de Inovação. As unidades são a SdP Academy - focada em auxiliar o empreendedor em sua jornada por meio de mentoria, programa de aceleração e consultoria; SdP Capital - fornece os recursos financeiros e conexões estratégicas necessários para a execução do planejamento da startup; e a SdP Corporate - promove cultura de inovação e intraempreendedorismo, facilitando o desenvolvimento de soluções para reduzir custos, aumentar receitas, ou criar novas linhas de negócio. O Energy Hub é um Hub de Energia setorial privado, cujo objetivo é fomentar a inovação aberta no ecossistema de energia. O Grupo Sai do Papel é um dos realizadores do mais completo evento de inovação da América Latina, o Rio Innovation Week (RIW), e responde tanto pela curadoria geral do evento quanto pela arena de inovação aberta SdP Summit.

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Informações indisponíveis

0