13/01/2022 às 19h26min - Atualizada em 15/01/2022 às 00h00min

UniCuritiba vence o Shark Hub

Projeto Robótica Móvel nas Escolas superou 18 equipes, conquistou o primeiro lugar e garantiu o prêmio de R$ 10 mil em evento

SALA DA NOTÍCIA Mem Comunicação
unicuritiba.com.br
Divulgação | UniCuritiba
O projeto Robótica Móvel nas Escolas, realizado nos cursos de Engenharia do UniCuritiba – instituição que faz parte da Ânima Educação, uma das principais organizações de ensino superior do país – foi o vencedor do Shark Hub 2021. O evento avalia e premia projetos de destaque da rede nacional de laboratórios do Ânima Hub, um programa que promove a conexão entre as demandas da sociedade e do mundo do trabalho com a pesquisa aplicada e a experimentação no meio acadêmico e científico.

O UniCuritiba concorreu com outros 17 projetos e se destacou pelo trabalho de montagem de plataformas robóticas móveis que são levadas pelos acadêmicos a escolas públicas e comunidades carentes para demonstrações e o repasse de conhecimentos sobre robótica, eletrônica, programação e mecânica.

A iniciativa tem a supervisão dos professores Juliana Oliveira e Fagner Alexandre Sotorriva Neckel (coordenadores dos cursos de Engenharia) e Carlos Eduardo Magrin e Tiago Gutierres da Silva (orientadores do projeto). Antes de garantir a vaga nacional no Shark Hub 2021, o Robótica Móvel nas Escolas concorreu internamente com outros dois trabalhos do Engineering Lab UniCuritiba, que tem como objetivo promover soluções tecnológicas na área de engenharia.

De acordo com um dos participantes da equipe, o estudante de Engenharia de Controle e Automação, Thiago Ribas, o prêmio será todo revertido em prol da comunidade. O grupo já se decidiu pela fabricação de novos kits robóticos que vão permitir a ampliação do trabalho em mais escolas e instituições carentes.

“A SmartLy, empresa parceira do UniCuritiba, financiou os primeiros cinco protótipos e agora, com o prêmio, poderemos fazer mais 100 novas plataformas robóticas. Um kit pronto, fabricado por empresas famosas no mercado, pode custar até R$ 8 mil e com o nosso trabalho, conseguiremos montar cada robô por R$ 100”, conta o estudante.

A iniciativa não beneficia apenas as crianças, mas também os universitários, que exercitam suas hard skills (conhecimentos técnicos) e soft skills (habilidades emocionais) ao participar da montagem dos kits robóticos e das apresentações nas escolas.

Além de Thiago Ribas, participam do projeto Robótica Móvel nas Escolas os estudantes Pedro Treaquin (Mecatrônica Industrial), Marlene Seraphim (Análise e Desenvolvimento de Sistemas), Jair Willian Class (Engenharia da Computação), Jhoni Jhosep Surdi e Maicon Francisco Lages Lima Parizotto (Engenharia de Controle e Automação) e Gustavo Del Conte (Engenharia Mecânica). A engenheira Iana Carolina Luppi e o cientista da computação César Setenareski Magrin, staff da empresa parceira SmartLy, também contribuíram com o suporte técnico aos alunos.

O diretor do UniCuritiba, Cristiano de Assis, comemora a conquista dos estudantes e o empenho na realização do projeto Robótica Móvel nas Escolas. “O projeto do UniCuritiba torna o conhecimento acessível às comunidades fora do universo acadêmico e está em perfeita sinergia com a ideia de que é possível transformar o mundo pela educação”, diz.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Informações indisponíveis

0