19/05/2021 às 20h13min - Atualizada em 19/05/2021 às 20h13min

Frentista é agredida ao colocar R$3 a mais de gasolina por engano em SC

Vítima disse que havia deixado o filho doente em casa para trabalhar no dia em que o episódio aconteceu; agressora já foi identificada

Marcos Antonio - Marcos Imprensa
REDAÇÃO ND, BLUMENAU
Uma frentista de um posto de combustíveis em Santa Catarina foi agredida por uma cliente após colocar R$3 a mais de gasolina por engano. O episódio foi registrado na noite desta terça-feira (18), em Taió, no Alto Vale do Itajaí.

De acordo com o proprietário do estabelecimento, Marino Anderle Junior, a agressora era passageira de um carro que foi até o local para abastecer R$ 20 de gasolina, no entanto, a funcionária acabou se descuidando e colocou R$ 23. 

Na sequência, a frentista vai até o caixa, assume o erro, faz o troco sem cobrar os R$ 3 que havia colocado a mais e retorna até o veículo. Nesse instante a passageiro do veículo Ford Fiesta se aproxima e desfere um soco no rosto da vítima.  Imagens gravadas por uma câmera de segurança do estabelecimento mostram a ação da agressora.
Por meio de uma publicação na rede social, o proprietário do posto, Marino Anderle Junior, lamentou o episódio.

“Aqui somos uma equipe, estamos sempre a postos para servir nossos clientes, mas não aceitamos tamanha brutalidade! O cliente sempre tem razão, sim, mas do lado de cá temos seres humanos e como tal merecemos respeito!”, diz o texto.  A frentista, Fernanda Macoppi, também se manifestou e revelou que no dia do episódio havia deixado o filho doente em casa para trabalhar. 

“A que ponto chegamos… Além de deixar meu filho doente em casa para ir trabalhar, chegar ao ponto de apanhar na cara. Errar é humano. Errei, assumi meu erro e pedi desculpas, mas a indignação é grande.”, escreveu a frentista.Por meio de uma publicação na rede social, o proprietário do posto, Marino Anderle Junior, lamentou o episódio.

“Aqui somos uma equipe, estamos sempre a postos para servir nossos clientes, mas não aceitamos tamanha brutalidade! O cliente sempre tem razão, sim, mas do lado de cá temos seres humanos e como tal merecemos respeito!”, diz o texto.  A frentista, Fernanda Macoppi, também se manifestou e revelou que no dia do episódio havia deixado o filho doente em casa para trabalhar.

  “A que ponto chegamos… Além de deixar meu filho doente em casa para ir trabalhar, chegar ao ponto de apanhar na cara. Errar é humano. Errei, assumi meu erro e pedi desculpas, mas a indignação é grande.”, escreveu a frentista.
A  Polícia Militar de Taió foi acionada e fez o registro do boletim de ocorrência. Ainda segundo o proprietário do posto, a agressora já foi identificada e as medidas cabíveis serão tomadas.
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Informações indisponíveis

0