27/04/2021 às 15h53min - Atualizada em 27/04/2021 às 15h53min

A influência das alterações climáticas no aumento da produção agrícola

Repórter Marcos Antonio - Marcos imprensa

“A agricultura é uma indústria a céu aberto. Suas matérias-primas, como água, CO2 e nutrientes, são advindas do solo e da atmosfera; já sua energia vem da radiação solar; seu regulador de processos fisiológicos é a temperatura; seu gasto de manutenção é a respiração; seu turno de trabalho é o fotoperíodo e a manutenção dessa planta é o manejo agrícola conduzido pelo produtor. Todos esses coeficientes afetam diretamente a fotossíntese, o crescimento vegetativo, a fenologia, o balanço hídrico e a maturação das plantas, com impacto direto na produtividade”. A afirmação é de Pedro Afonso, técnico de desenvolvimento de mercado da BRANDT do Brasil.

Pedro destaca ser fundamental conhecer os conceitos e onde obter as informações corretas, as quais, juntamente com inteligência, conhecimento e tecnologia, facilitam a tomada de decisão mais assertiva e estratégica para o sucesso da produção agrícola.

“A disponibilidade de água afeta a produtividade no Brasil e no mundo, determinando o progresso da agricultura nas diferentes regiões do país. Dessa forma, se torna um fator poderoso, limitante da produção e da produtividade. Esta faz referência ao resultado de uma complexa interação entre genótipo, ambiente (fatores abióticos e bióticos) e práticas de manejo. Se formos listar os fatores que influenciam na produtividade das culturas, de acordo com P.C. Sentelhas (2020), em artigo adaptado do Canaplan, o clima vem em primeiro lugar, correspondendo a 50%, já o solo aparece em segundo com 23%, a planta (genética) com 13% e por fim o manejo feito pelo homem, com 14%.  Então, podemos considerar que 50% dos fatores que afetam a produtividade estão nas mãos dos produtores e que com algumas práticas de manejo específicas, podemos minimizar o efeito prejudicial do clima em busca do aumento da produtividade real”, explica o especialista.

Conhecendo esses aspectos, a BRANDT oferece aos agricultores tecnologias que auxiliam as plantas a atravessarem os desafios climáticos, uma vez que em qualquer momento as variações do ambiente de produção causam estresse, afetando funções fisiológicas importantes que prejudicam o crescimento e o desenvolvimento vegetal. Utilizar tecnologias que minimizem o efeito climático, a fim de reduzir incertezas no decorrer da safra, é fundamental para um bom manejo do ambiente de produção agrícola.

Uma eficaz solução é BRANDT Completo, que contém uma gama de macro e micronutrientes essenciais para as plantas, juntamente com aminoácidos livres de rápida absorção, precursores de enzimas, proteínas e hormônios. Em conjunto, esses nutrientes promovem rápida superação aos estresses causados por fatores abióticos e bióticos, como chuva de pedra, ataque de pragas, déficit hídricos e efeitos fitotóxicos dos herbicidas, entre outros, atuando diretamente no metabolismo das plantas e promovendo maior uniformidade no desenvolvimento.

Para reduzir a temperatura, proteger as plantas contra os efeitos de escaldaduras causadas pela radiação excessiva do sol, perdas excessivas de água pela transpiração e manter o pleno funcionamento da fotossíntese, a BRANDT disponibiliza BRANDT Photonik. “Esta solução cria uma camada protetora altamente resistente à lavagem pela chuva na superfície das folhas e frutos, que protege as plantas nos períodos mais quentes do dia e impede que os raios solares prejudiquem a saúde das plantas”, destaca Pedro Afonso.

Sobre a BRANDT

A BRANDT é uma empresa norte-americana fundada em 1953 por Glen Brandt e sua irmã Evelyn Brandt Thomas, atuando na fabricação de insumos para diversas culturas. Especialista em nutrição vegetal, a empresa está presente em mais de 65 países, com tecnologias inovadoras. A companhia está há cinco anos no Brasil, com sede administrativa em Londrina (PR) e fábrica em Olímpia (SP). No Paraná, a empresa está expandindo sua infraestrutura, aumentando massivamente sua capacidade produtiva. As novas instalações, localizadas na cidade de Cambé (PR), região metropolitana de Londrina (PR), estão previstas para serem inauguradas ao final de 2021.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Informações indisponíveis

0